Previna-se

Previna-se

postado em 02/03/2016 00:00
Informe-se sobre a condição epidemiológica do destino;

O risco de ser picado em ambientes urbanos é maior, pois há mais lugares onde o mosquito pode se reproduzir;

O Aedes aegypti foge de lugares onde venta bastante. Com o vento, a fêmea perde um pouco da orientação durante o voo. Ligue o ventilador;

Cachoeiras e lagoas não são os lugares favoritos do inseto. Ali, a possibilidade de sobrevivência das larvas é menor, por causa dos peixes. O Aedes prefere água parada;

Para ser eficaz contra o mosquito, o repelente deve conter as substâncias DEET, icaridina ou IR3535;

Dependendo da substância contida no repelente, o efeito da proteção é mais ou menos duradouro (varia de 4 a 10 horas);

Não existe repelente à prova d;água. Reaplique após ter contato com água;

Caso esteja com febre acima de 38; C durante a viagem, procure imediatamente o serviço de saúde da cidade;

Mulheres grávidas devem adiar idas a locais de risco e consultar um médico para saber como se prevenir no dia a dia;

Caso cancele sua viagem, o reembolso integral deve ser feito pelas empresas prestadoras de serviços, de acordo com o Idec, pois a desistência foi por motivo de força maior;

Companhias aéreas costumam reembolsar apenas as gestantes. É comum a exigência de declaração médica em que conste o estágio atual da gravidez.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação