Condições desumanas

Condições desumanas

postado em 14/03/2016 00:00

O Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur) lamentou ontem a situação precária do campo improvisado de Idomeni, onde mais de 14 mil pessoas aguardam a reabertura da fronteira entre Grécia e Macedônia, fechada há uma semana. ;A miséria humana chegou a ponto máximo na Europa. As condições em Idomeni são desumanas;, disse Babar Baloch, porta-voz da Acnur, à agência France Presse.

Segundo dados oficiais publicados pelas autoridades gregas, cerca de 12 mil imigrantes e refugiados se amontoam nos acampamentos, enquanto outros 2 mil estão nos arredores, de acordo com organizações não governamentais. A infraestrutura é péssima. As condições de higiene são particularmente ruins, com banheiros inundados. Dezenas de crianças tiveram de ser hospitalizadas nos últimos dias em decorrência de problemas respiratórios e por outras questões de saúde agravadas pelo frio.

Em decorrência da precariedade, centenas de refugiados começaram a voltar para Atenas, onde são conduzidos para abrigos. Em contrapartida, novos grupos de refugiados chegam todos os dias a Idomeni com a esperança de que a fronteira seja reaberta.

O Ministério de Política Migratória distribui, diariamente, entre os imigrantes, folhetos em árabe, pashtun e farsi, pedindo cooperação para serem transferidos para centros de acolhida; longe da fronteira. A maioria prefere ficar.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação