Grita geral

Grita geral

postado em 14/03/2016 00:00
 (foto: Arquivo pessoal)
(foto: Arquivo pessoal)
Novacap
Perigo na pista

O leitor Daniel Solidonio de Sousa entrou em contato com a coluna Grita Geral, por meio do WhatsApp do Correio (9256-3846), para reclamar de um buraco na pista SMAS trecho 3, próximo à entrada do estacionamento de um hotel. Segundo ele, o buraco está aberto há pelo menos 60 dias, deixando a via intransitável. ;Colocaram uma caixa dentro dele em forma de protesto, para lembrar os impostos pagos, mas nada foi feito;, comentou.
  • A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) disse que encaminhará um técnico para avaliar a situação da região e inserir dentro programação de manutenção de vias. A Novacap mantém 18 equipes trabalhando em todo o Distrito Federal, na Operação Tapa Buraco, para a recuperação de vias. A companhia também fornece massa asfáltica para as Administrações Regionais realizarem a operação. O cronograma das obras de manutenção é estabelecido a partir de informações da comunidade.

DFTrans

PASSE CANCELADO

A leitora Maria Rita de Castro Lima, 49 anos, queixa-se de problemas com o cartão do passe livre, do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans). Moradora do Sol Nascente e assegurada do INSS, ela conta que tem três hérnias de disco e problemas de locomoção. Ela usava o passe livre para ir às sessões de fisioterapia, no Centro Universitário de Brasília, até que teve o benefício cancelado. ;Fui renovar, e o médico disse que eu estava melhorando. Mas, meu problema é crônico e não pode ser operado. Meu tratamento é de graça com os estudantes universitários e pego dois ônibus para ir, e outros dois para voltar. Não tenho dinheiro para pagar pelo transporte e não posso ir em pé;, relatou.
  • Por meio da assessoria de Imprensa o DFTrans respondeu que o órgão não é responsável pela realização das perícias. A recomendação é que Maria Rita procure a Secretaria de Estado do Trabalho Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos do DF (SEDESTMIDH). Eles ainda acrescentam que quem deseja ter acesso ao Cartão Cidadão deve imprimir e preencher o formulário disponibilizado no site da SEDESTMIDH e anexar os seguintes documentos (original e cópia): carteira de Identidade e CPF; laudo médico comprobatório da deficiência, com CID especificado (anexar, quando necessário, os exames respectivos); comprovante de renda e de residência; e foto 3x4. Após o preenchimento, é preciso levar os documentos à Coordenação de Promoção de Direitos de Pessoas com Deficiência (Promodef), localizada na Estação 112/212 Sul, do metrô.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação