A Brasília de Paulinho da Viola

A Brasília de Paulinho da Viola

Cantor visita amigos e parentes na cidade e revela desejo de trazer show comemorativo da carreira à capital

» Irlam Rocha Lima
postado em 14/03/2016 00:00
 (foto: Rodrigo Nunes/Esp.CB/D.A. Press )
(foto: Rodrigo Nunes/Esp.CB/D.A. Press )



Artista com carreira internacional, Paulinho da Viola voltará à Europa em junho. Em entrevista ao Correio, o cantor, compositor, violonista e cavaquinista carioca adiantou que em 1; e 2 de junho ele e Yamandu Costa estarão na Holanda para apresentação com a Orquestra Filarmônica de Roterdam. O concerto deverá ganhar registro em CD e DVD.

Paulinho foi uma das atrações musicais do último fim de semana em Brasília. Na noite de sexta-feira, fez show no Espaço Cultural do Choro ao lado de Reco do Bandolim e do regional Choro Livre, abrindo a programação do projeto que vai reverenciá-lo durante toda a temporada de 2016.

Ele aproveitou a estada na cidade, também, para rever amigos. Na quinta-feira esteve no Clube dos Previdenciários, na 913 Sul, para se encontrar com Valter Brasília, ex-campeão brasileiro de sinuca, que mantém um salão naquela associação. Ali teve momentos de deleite. Por algumas horas, mostrou que é craque, também, nessa modalidade esportiva, surpreendendo a quem não tinha conhecimento de sua habilidade.

Como tem familiares aqui, é possível que Paulinho esteja de volta ainda neste semestre. Ele planeja, por exemplo, trazer a capital o espetáculo comemorativo dos 50 anos de carreira levado a algumas cidades no ano passado. ;Quero muito fazer esse show em Brasília, onde já me apresentei em diferentes épocas e locais;, lembra-se.

Waldir Azevedo

;Um dessas apresentações foi em meados da década de 1970, quando tive a oportunidade de manter contato com os músicos que logo depois criariam o Clube do Choro;, recorda-se. ;O show foi o Teatro da Escola Parque e tive uma alegria imensa pois na plateia estava Waldir Azevedo, que veio morar aqui com a família. Eu o convidei para fazer uma participação e ao tocar, ele arrebatou o público;, acrescentou.

O sambista guarda na memória o show que fez em 1997, na reabertura na antiga sede do Clube do Choro. Um fato que marcou a relação dele com a instituição brasiliense, que no decorrer deste ano vai homenageá-lo com o projeto Tributo a Paulinho da Viola. ;Estou muito feliz com a homenagem e também por saber que, no decorrer da temporada, vários músicos, inclusive jovens instrumentistas, vão colocar em destaque minha obra;.

Nesta semana, de quarta a sexta-feira, a atração será o violinista e bandolinista Ted Falcon ; norte-americano radicado na cidade desde a década passada ;, que terá a companhia do Gypsy Jazz Club. Apaixonado pela música brasileira, gravou o CD instrumental Memórias do Brasil, escreveu um livro voltado para estudantes de bandolim e já tocou com Gilberto Gil, Hermeto Pascoal, Dominguinhos, Armandinho Macedo e o grupo Época de Ouro. O bandolinista incluiu no repertório do show duas composições de Paulinho da Viola, Choro negro e Timoneiro.

50 anos
Tempo de carreira de Paulinho da Viola

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação