Anatel tem site invadido e dados sigilosos vazados

Anatel tem site invadido e dados sigilosos vazados

Anonymous protesta contra a proposta defendida pela agência de acabar com a internet ilimitada e invade informações sigilosas, inclusive do presidente do órgão

» BRENO FORTES » HAMILTON FERRARI ESPECIAL PARA O CORREIO
postado em 27/04/2016 00:00
 (foto: Valter Campanato/Arquivo ABr - 28/9/14)
(foto: Valter Campanato/Arquivo ABr - 28/9/14)


O site da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) foi invadido por hackers na última sexta-feira e os dados pessoais do presidente do órgão, João Rezende, foram divulgados na rede. O Anonymous Brasil assumiu o ato e deixou uma carta na qual faz ameaças e exige melhorias nos serviços das operadoras de telecomunicações e da agência. Foi uma ação contra a possibilidade de a Anatel favorecer as operadoras e acabar com o sistema de internet ilimitada.

A agência confirmou que seu site teve uma grave invasão na semana passada e que, desde então, há instabilidade no sistema. Os ataques continuam, mas a conexão já está restabelecida. As informações pessoais de Rezende, como CPF, endereço, nome dos pais e telefones, estão espalhadas por toda a rede. A Agência disse que esses dados foram furtados em outra invasão, em 2012.

;A série de ataques coordenados procura falhas no sistema e tenta derrubar o site. O objetivo é sobrecarregar o servidor e deixá-lo fora do ar;, disse o advogado e especialista em direito digital Fernando Peres. ;Se o hacker conseguir se transformar em um usuário com o controle de acesso ao site é possível que consiga alcançar o banco de dados;, afirmou.

Sem brincadeira


Na carta deixada no site da agência, o Anonymous ressaltou que a invasão foi ;uma pequena amostra do que pode fazer; e que tem informações do banco de dados da agência. ;Por enquanto, vamos apenas expor parte dessas informações para mostrar que não estamos aqui de brincadeira;, ameaçou. O grupo de hackers criticou ainda as práticas adotadas pela Anatel e cobrou que o órgão defenda o consumidor e melhore os serviços e a infraestrutura das operadoras. ;Pagamos caro por um serviço de péssima qualidade;, frisou.

Para Jônatas Lucena, advogado e especialista em crimes, a invasão de sites é ilícita, mesmo que seja com o intuito de fazer um protesto. ;Em hipótese alguma pode-se fazer isso. Ainda mais em um órgão federal;, afirmou. Segundo Fernando Peres, ;não se pode protestar atacando, agredindo ou alterando sites. Isso causa danos técnicos e de imagem de empresas ou de organizações. Há abaixo-assinados, comentários e grupos de discussões para isso. Não justifica essa atitude;, assinalou.



  • Face to Face para sanar dúvidas do IR

    Os contribuintes que têm dúvidas sobre o Imposto de Renda (IR) poderão saná-las hoje, a partir das 15h, por meio do Facebook do Correio. Miguel Ângelo, do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), estará no Face to Face para responder a uma série de questões que serão enviadas pelos internautas. Faltando apenas dois dias para o fim da entrega da declaração de IR de 2016, a Receita Federal informou que aguarda cerca de 10 milhões de contribuintes. Para uma previsão de um total de 28,5 milhões de prestação de contas, o Fisco acusou, até ontem, 18,4 milhões de documentos. O prazo termina, impreterivelmente, às 23h59 desta sexta-feira, 29. Quem perder o prazo corre o risco de cair na malha fina e pagar multa de até 20% do imposto devido.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação