Grita geral

Grita geral

grita.df@dabr.com.br (cartas: SIG, Quadra 2, Lote 340 / CEP 70.610-901)

postado em 16/06/2016 00:00
Águas Claras
Creche fechada

O leitor Manoel Fonseca de Souza, 56 anos, entrou em contato com a equipe do Grita Geral para relatar sobre a creche, construída recentemente no Areal, QS 7, próximo a CAIC. Ele conta que o Centro de Educação da Primeira Infância está fechado há quase dois anos, prejudicando a comunidade carente do local, que precisa colocar os filhos na creche. ;O local está trancado e se deteriorando. Tem muito mato e ferrugem. Está jogado.;

; A Secretaria de Educação do Distrito Federal informa que a construção do Centro de Educação da Primeira Infância Rosa-do-cerrado, situado na QS 7, de Águas Claras, está em andamento. A previsão é de que o início das atividades da unidade ocorra até o fim deste ano.



Guará
Poluição das ruas

O leitor Bruno Cabral, morador da QE 19 do Guará 2, relata a atitude imprópria dos donos de animais do local. Conta que as calçadas que dão acesso aos comércios estão sempre cheias de fezes e urina, fato que ocorre com frequência na QE 17/19, próximo às novas instalações da Escola Técnica de Brasília e do Colégio Centrão. ;O problema está se tornando patológico. No fim da tarde, pelo menos três vezes por semana, donos e cachorros se reúnem em uma área verde. O problema é que quase ninguém recolhe as fezes dos animais, que ficam jogadas pelo local. Sem contar que, de tempos em tempos, nascem filhotes de quero-quero no local e os mesmos estão ameaçados. Gosto de cachorro, mas é necessário cuidado com a limpeza e a fiscalização;, afirma.

; O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) informa que a remoção dos dejetos deixados por animais em vias públicas é regulada pela Lei Distrital n; 2.095, de 29 setembro de 1998. De acordo com a norma, ;os proprietários de animais são responsáveis pela remoção dos dejetos deles deixados nas vias públicas, bem como pelos danos que causarem a terceiros;. A Administração Regional do Guará ressalta que estuda ações de conscientização junto à comunidade, e orienta os moradores a registrarem sugestões de melhorias, reclamações, denúncias ou elogios na Ouvidoria-geral do Governo de Brasília (telefone 162 ou acessando o endereço na internet www.ouvidoria.df.gov.br).




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação