Tantas Palavras

Tantas Palavras

Por José Carlos Vieira

Esta seção circula de terça a sexta / cartas: SIG, Quadra 2, Lote 340 / CEP 70.610-901
postado em 16/06/2016 00:00



Garras


Um poema feito garras
marcando a pele de vermelho
Um verso lambendo o sexo
das metáforas que uivam
como lobas insaciáveis de poesia
Bacantes em festa nesse carnaval
de agosto desejando primaveras nuas
talvez um minotauro te prendendo ao labirinto
de corpos repletos de tesão, arrepios, falos e tetas...
E aquelas mesmas garras agora como grades dessa prisão
onde a luz do sol fareja o alimento precioso do orgasmo
como se parisse matilhas de amanhecer...

Adeilton Lima, do livro Sempre diga eu te amo da boca pra dentro



Lançamento na próxima terça-feira, dia 21, no Sarau Poesia & Vinho, a partir das 20h, no espaço Ôdecasa, 206 Norte, Bl. C.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação