Pelo caminho independente

Pelo caminho independente

O novo jeito de produzir quadrinhos, zines e literatura ganha cada vez mais espaço entre os artistas e o público jovem

» Isabella de Andrade Especial para o Correio
postado em 16/06/2016 00:00
 (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)







As publicações independentes, que no início do desenvolvimento se insinuaram apenas como uma nova possibilidade de experimentação, mostram-se cada vez mais consolidadas e um caminho cada vez mais escolhido por jovens escritores. A feira Dente, criação brasiliense, chega com uma nova edição, desta vez na praça central do Conic e no Teatro Dulcina, com 50 expositores de todo o Brasil e a entrega do primeiro prêmio Dente de Ouro. Em segunda grande edição, a Feira ocorre em 17 e 18 de junho e vai contar com mais de 70 artistas, coletivos e editoras. O objetivo do evento é criar mais um espaço amplo de circulação para a produção de artistas da cidade, seja ela em prosa, poesia, quadrinhos ou zine. O projeto foi pensado para ampliar cada vez mais a presença dos criadores no cotidiano da cidade, investindo no mercado de publicações e na expansão da criação brasiliense. Entre os artistas e coletivos que organizam o projeto estão: MÊS, LTG, Selo Piqui, Extraterrestre, Lovelove6 e Heron Prado.

A feira surgiu em 2015 e o objetivo é que ela se torne cada vez maior. Taís Koshino é quadrinista e uma das produtoras e organizadoras da feira Dente de publicações, ela acredita que a presença de feiras como essa ajudam a divulgar o trabalho dos artistas e a alcançar um público maior e mais diversificado. ;Precisamos incentivar essa circulação dos trabalhos, já que ainda é muito difícil viver de quadrinhos, por exemplo, aqui na cidade e mesmo no restante do país. Precisamos vender para investir em novos materiais;, afirma a quadrinista. O foco da feira são as publicações independentes, que não circulam no mercado editorial convencional, com o intuito de colocar Brasília no circuito nacional de feiras independentes, incentivando a troca entre artistas locais e nacionais. Além dos artistas expositores, a programação conta com oficinas de animação, serigrafia, encadernação, colagem, zine, fotozine, ministradas por artistas de Brasília e de outras cidades.

Thalita Perfeito, 22 anos, trabalha com fotografia, vídeo e desenho e participará da Dente pela segunda vez. ;O número de participantes e oficinas cresceu muito, o que enriquece a dinâmica do evento. Eu adoro fazer feiras assim, vender o meu trabalho sem precisar trabalhar para ninguém, é a autonomia que me move. Com o dinheiro das vendas, podemos investir em mais produções;, afirma. A artista acredita que as feiras de publicações são um espaço mais democrático, fora das instituições, onde cada artista pode escolher o que vende e como divulga suas próprias criações. ;A gente ainda conhece novos artistas, troca experiências, contatos, zines e afeto;, conta Thalita.

Além das possibilidades de publicação e divulgação on-line e por e-book, as feiras se consolidam como um espaço para que jovens autores encontrem meios de fazer o trabalho chegar ao público leitor. Lucas Gehre também é organizador da Dente, além de quadrinista, artista plástico e designer. O artista conta que a ideia do projeto, desde sua criação, era fazer algo em Brasília com apelo nacional, incluindo a feira no circuito internacional deste gênero. ;Estamos com quase o dobro de expositores em relação ao ano anterior e queremos crescer cada vez mais;, afirma. O objetivo é que a feira continue a ocorrer anualmente, enquanto a Dente de Leite acontece em outros momentos ao longo do ano. Para incrementar a edição de 2016 e incentivar ainda mais os artistas, neste ano será entregue o primeiro prêmio Dente de ouro, durante o evento.

Premiação
O prêmio Dente de Ouro será entregue em 17 de junho, às 16h, durante o evento. As categorias premiadas são: Melhor zine, Melhor quadrinho, Melhor publicação de arte, foto, design, experimental ou conceitual.


2; edição da feira Dente
Em 17 e 18 de junho, no Conic e teatro Dulcina. O horário de exposição começa às 12h e vai até às 18h. Para mais informações, é possível entrar em contato pelo site: www.feiradente.com ou pelo e-mail: contato@feiradente.com

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação