Curtas

Curtas

postado em 16/06/2016 00:00
 (foto: Citroen/Divulgação)
(foto: Citroen/Divulgação)
; JAC Motors
SEM incentivo


A JAC Motors do Brasil foi excluída do programa Inovar-Auto, criado para estimular a fabricação de automóveis no Brasil e também no desenvolvimento tecnológico local. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, da Indústria e Comércio Exterior, a empresa não cumpriu o cronograma de construção da fábrica de Camaçari (BA), que seria a contrapartida para importar seus veículos sem o acréscimo de 30% no imposto de importação, além de uma cota maior de veículos por mês. A JAC terá que devolver aproximadamente R$ 150 milhões dos incentivos que foram concedidos.


; Citro;n
C4L revelado


Um dos mais importantes modelos da Citro;n, o C4L teve suas fotos oficiais lançadas no último dia 9. O exemplar ficou maior. O comprimento da versão chinesa do carro passou de 4,62 para 6,47 metros. A dianteira foi bastante modificada e agora apresenta faróis mais elaborados, com projetores, LEDs diurnos e grade frontal que conta com frisos cromados. A traseira teve menos alterações e recebeu parachoque com protetor cromado, laternas com LEDs e dupla saída de escape integrada. Não foram divulgadas fotos internas, mas, segundo um flagra recente da imprensa chinesa, o novo C4L contará com central multimídia MyWay com tela sensível ao toque, sistema de acesso e partida sem chave, além de alerta de pontos cegos. O lançamento é aguardado em julho.


; Cinquentinhas
Prazo adiado


O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) informa que a exigência de habilitação para guiar motos cinquentinhas e a multa para quem não tiver o documento só valerão a partir de 3 de novembro próximo. O órgão afirmou, em nota, que a exigência foi adiada por conta de uma alteração feita no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), sancionada pela presidente Dilma Rousseff antes do afastamento, em 4 de maio. É a terceira vez que o início da fiscalização é suspenso. A decisão altera o que o próprio Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determinou em março: que a obrigatoriedade começaria a ser cobrada a partir de 1; de junho.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação