As discussões atuais de Shakespeare

As discussões atuais de Shakespeare

postado em 17/06/2016 00:00


Um dos mais populares textos escritos por William Shakespeare, Otelo ganha os palcos da capital. Dirigido e adaptado por James Fensterseifer, o espetáculo segue a linha de encenação inspirada no movimento construtivista, que, com marcações geométricas, valoriza a interpretação do texto acima de cenários e adereços.

Segundo o diretor, Shakespeare é quem mais entende da alma humana e seu texto já é suficiente para transportar o espectador. ;Não é necessário um cenário ou uma mesa onde os personagens estão. As próprias palavras constroem o ambiente na imaginação de quem assiste;, diz.

Abordando temas como manipulação, máscaras sociais, inveja e ciúme doentio, Otelo se mostra atual mesmo tendo sido escrito 400 anos atrás. ;Otelo, assim como Romeu e Julieta e outras obras do escritor, se tornou ;mito flutuantes;. Todos acreditam que conhecem, mas não percebem a profundidade das obras;, acredita James, garantindo que a obra vai muito além do problema do ciúmes.

Ponto forte trabalhado pelo diretor é a igualdade de gênero. ;Nós percebemos uma bandeira feminista muito clara;, aponta. Expondo que tanto mulheres como homens têm suas afeições, seus desejos e fraquezas, os gêneros dos atores serão trocados em relação aos personagens interpretados.

Além disso, figurinos e maquiagem terminam o serviço e tornam os atores livres dos conceitos de homem e mulher. ;As emoções trabalhadas na peça não são diferenciadas entre femininas e masculinas, mas sim humanas, por isso tiramos os conceitos de gênero;, explica o diretor.

"Meu trabalho consiste em condensar essa obra de forma concisa, e profunda e adentrar mais na complexidade humana"
James Fensterseifer


Serviço
Otelo
Texto de William Shakespeare adaptado e dirigido por James Fensterseifer. Sala Adolfo Celi do Teatro Goldoni (Casa D;Itália, 208/209 Sul; 3443-0606). Hoje e amanhã, às 21h15, e domingo, às 20h15. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia). Não recomendado para menores
de 14 anos.

ROTEIRO
Amores Glaciais
Teatro Brasília Shopping
Amanhã, às 21h e domingo, às 20h. Amores glaciais é uma comédia que relata o encontro de dois vizinhos, uma escritora e um astrônomo, na noite mais fria dos últimos tempos. Entrada: R$ 30 e R$ 15 (meia). Classificação indicativa livre. Informações: 2109-2122

Carta ao pai
Teatro da Caixa (SBS Qd. 4 Lts. 3/4)
Amanhã, às 19h, e domingo, às 20h. Transitando entre os registros biográfico e literário, o texto constitui uma fascinante obra de um dos maiores escritores do século 20. Durante os cerca de 60 minutos, a artista lança o espectador, sem rede de proteção alguma, para dentro de um turbilhão de imagens tormentosas que misturam humilhação, ressentimento e dor. Entrada: R$ 20 e R$ 10 (meia). Não recomendado para menores de 16 anos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação