Na pauta, fundos de pensão

Na pauta, fundos de pensão

postado em 19/06/2016 00:00
A Câmara deve votar, no início desta semana, a lei dos Fundos de Pensão, o segundo projeto de governança encampado pelo Planalto ; o primeiro foi da Lei das Estatais. Relator dos fundos de pensão, o deputado Marcus Pestana (PSDB-MG) retirou do texto original a figura do conselheiro externo no Conselho de Administração. E transferiu as decisões polêmicas das entidades de previdência complementar para a diretoria-executiva, a auditoria e o Comitê de Investimentos.

Pestana também definiu que os integrantes da diretoria-executiva e do Comitê Executivo terão representantes dos trabalhadores, dos patrocinadores e um integrante externo, escolhido por seleção pública, feita por empresas de head hunter ou universidades com expertise, como a Universidade de São Paulo (USP) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O deputado tucano sentiu na pele a confusão política. O segundo vice-presidente da Câmara, Giacobo (PL-PR) ; quem efetivamente tem comandado as votações na Casa ; marcou uma sessão deliberativa para as 18 horas de segunda-feira. O primeiro vice-presidente, Waldir Maranhão (PP-MA) decidiu remarcar para as 14h. ;Não deve ter quorum no início da tarde. Como ainda teremos uma medida provisória, a votação deve ficar para a terça;, apostou Pestana.


"Não deve ter quorum no início da tarde. Como ainda teremos uma medida provisória, a votação deve ficar para a terça;
Marcus Pestana (PSDB-MG), deputado



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação