A nova cara do Dream Team

A nova cara do Dream Team

MVP das finais da NBA, LeBron James é mais um a acenar com a possibilidade de não vir aos Jogos

VÍTOR DE MORAES
postado em 24/06/2016 00:00
 (foto: Joe Skipper/Reuters)
(foto: Joe Skipper/Reuters)


O Dream Team dos Estados Unidos vai, aos poucos, virando um pesadelo para quem esperava ver in loco a nata da NBA no Brasil. Depois de Stephen Curry retirar seu nome da pré-lista, agora, quem acena com a possibilidade de não vir ao Rio é um dos maiores nomes da década esportiva: LeBron James.

A um jornalista de Cleveland, o atual campeão da NBA pelos Cavaliers admitiu não ter o desejo de disputar a Olimpíada. ;Isso é o que estou pensando neste momento;, antecipou ao repórter Chris Haynes.

O astro do Cleveland Cavaliers é bicampeão olímpico. Ele foi ouro em Pequim-2008 e Londres-2012. LeBron jogou as últimas seis finais da NBA. Não só isso, James suportou uma pressão por um título que a cidade não via há 45 anos ; desde a criação dos Cavs. O alívio do campeonato conquistado deve ser apreciado por meses a fio.

Na esfera competitiva, nenhum motivo há, porém, para comemorar. Além do fim da esperança de acompanhar 100% da melhor seleção do mundo ; segundo o ranking da Federação Internacional de Basquete (Fiba) ;, vencer uma considerada seleção B dos norte-americanos ainda parece missão impossível.

Se a ausência de LeBron for confirmada, serão, por enquanto, 12 baixas no time de Mike Krzyzewski, o ;Coach K;. Assim, apenas Carmelo Anthony (New York Knicks) e Kevin Durant (Oklahoma City Thunder) remanesceriam dos campeões em Londres, se consideradas as avaliações da imprensa norte-americana sobre quem não deve figurar na lista final de Krzyzewski.

Quando postos lado a lado, os nomes cujas ausências estão confirmadas provocam lamentos, um a um. Stephen Curry, Russell Westbrook, Chris Paul, John Wall, James Harden, Kobe Bryant (aposentado). O que será do basquete nos Jogos do Rio sem esses ídolos?

Favorito
A pré-lista do Coach K, com 30 jogadores, foi divulgada em janeiro. A convocação definitica deve ser publicada na próxima segunda-feira. Apesar da série de negativas, os EUA, ainda assim, chegarão ao Rio com uma seleção forte. Há outros personagens com participação incerta, como Dwight Howard (Houston Rockets), Mike Conley (Memphis Grizzlies), Harrison Barnes (Warriors) e Kevin Love (Cavs).

O pivô DeMarcus Cousins, do Sacramento Kings, confirmou presença, seguido por Draymond Green, atual campeão da NBA com o Golden State Warriors, e Kevin Durant, do Thunder. Klay Thompson (Warriors) e Kyrie Irving (Cavaliers) devem oficializar o ;sim; em breve. Paul George (Indiana Pacers) e Jimmy Butler (Chicago Bulls) também toparam o convite.

Entre julho e início de agosto, a seleção norte-americana disputará amistosos preparatórios contra Argentina, China, Venezuela e Nigéria.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação