Festa para o mestre Athos

Festa para o mestre Athos

No sábado, a fundação que leva o nome do artista celebra o aniversário de 98 anos dele, com oficina para crianças, exposição e venda especial de peças. Na Banca da Conceição, a comemoração conta com o tema de são-joão, no mesmo dia

postado em 29/06/2016 00:00
 (foto: Fundação Athos Bulcão/Divulgação)
(foto: Fundação Athos Bulcão/Divulgação)


O carioca responsável por dar cor ao concreto de Brasília faria 98 anos no sábado. A data não poderia ser esquecida. Afinal, a importância de Athos Bulcão para a cidade vai muito além dos azulejos que compõem obras como a Igrejinha Nossa Senhora de Fátima. O artista, que faleceu em 2008, deu identidade para a capital. Para comemorar a data, a Fundação Athos Bulcão abre as portas para uma série de comemorações do aniversário. Entre as atrações, estão oficinas para crianças, promoções e exposição de obras. ;Essa comemoração tem sabor especial, pois estamos nos preparando para o centenário do Athos, em 2018;, afirma Valéria Cabral, secretária executiva da entidade.

Uma das atividades, a oficina ;Fazendo arte com Athos;, é voltada para o público entre 6 e 12 anos de idade e pretende colocar crianças em contato com os padrões artísticos do homenageado. A atividade é gratuita, com duas turmas de 10 vagas cada uma, a partir das 15h. As inscrições são feitas pelo e-mail fundathos@fundathos.org.br.

Já para o público em geral, a fundação traz uma exposição que conta com criações originais, documentos e estudos do artista, dando destaque para a Máscara bizantina ; trabalho de Athos feito em 2000 e recém-adquirido pela instituição. Além da venda de diversos tipos de produtos a preços especiais, a entidade realizará sorteio de engradados e garrafas especiais ilustradas com obras do artista. A galeria fica na CLS 404, Bloco D, Loja 1.

A Banca da Conceição, localizada na 308 Sul, realiza uma festa julina, das 10h às 16h, para comemorar o aniversário do artista. ;Aqui, nós sentimos no ar a atmosfera de Athos. Para mim, as obras dele representam a leveza e o encantamento no concreto armado. É como se ele reforçasse a atmosfera poética que o Oscar Niemeyer arquitetava para Brasília;, conta Conceição Freitas, proprietária da banca. No evento, aberto ao público, versões impressas dos azulejos do mestre serão distribuídas para as crianças pintarem, com direito a bandeirinhas, canjica e galinhada.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação