No caminho do furacão

No caminho do furacão

postado em 07/10/2016 00:00
 (foto: Fotos: Arquivo pessoal)
(foto: Fotos: Arquivo pessoal)

Timothy Bain,
25 anos, gerente de mídia digital, morador de Nassau (Bahamas)

;O olho do furacão Matthew passou por aqui e várias áreas no leste, sul e sudeste do arquipélago estão inundadas. Eu estou feliz por termos sido alertados há alguns dias sobre isso. Teria sido um desastre se não estivéssemos preparados.;


Amajahl Knowles,
23 anos, repórter, morador de Nassau (Bahamas)


;Há muitos detritos nas ruas. Uma árvore se partiu ao meio e quebou as janelas traseiras de nossa van da reportagem. Eu sinto pelas pessoas na região sul das Bahamas. Muitas deles estão presas dentro de suas casas.;


Luis R. Hernandez,
comerciante, morador de Miami (Flórida)

;As pessoas daqui colocaram proteção nas janelas e podaram muitas árvores para que os galhos não causassem dano. Alguns postos não têm mais gasolina. As autoridades dizem que o furacão tomou a direção norte, mas é possível que regresse ao sul entre segunda-feira e quarta-feira.;


Javaris Neely,
26 anos, empresário, morador de West Palm Beach (Flórida)

;Nós esperamos muita chuva e inundações. Eu achei a declaração do governador muito sincera, apesar de bem assustadora. É uma tempestade catastrófica, de acordo com ele. Não tínhamos uma tempestade como essa há um longo tempo.;


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação