Feministas protestam

Feministas protestam

postado em 07/10/2016 00:00


Com sete mulheres no páreo para comandar a ONU, a escolha de António Guterres despertou protestos por parte de grupos que esperavam uma vitória feminina. A Campanha para Eleger Mulher Secretária-Geral da ONU considerou um ;ultraje; que mais um homem tenha sido o indicado. ;Havia sete excelentes candidatas mulheres na corrida. No final, parece que elas nunca foram seriamente consideradas;, diz o texto.

O Centro para a Liderança Global das Mulheres, da Universidade Estadual de Nova Jersey, manifestou no Twitter a intenção de pressionar por uma agenda em favor dos direitos femininos. ;O próximo secretário-geral não é uma mulher, mas vamos garantir que ele seja feminista;, avisou o grupo.

A costa-riquenha Christiana Figueres, secretária-executiva da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas ; que desistiu da candidatura ;, dividiu-se entre um elogio e uma crítica. ;Resultado amargo e doce. Amargo: uma mulher não foi escolhida. Doce: aquele que, de longe, era o melhor homem na disputa;, escreveu.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação