Mais oito anos de Ary Graça

Mais oito anos de Ary Graça

postado em 07/10/2016 00:00
 (foto: Leon Neal/AFP - 2/8/16)
(foto: Leon Neal/AFP - 2/8/16)



O brasileiro Ary Graça foi reeleito presidente da Federação Internacional de Voleibol (FIVB) para um mandato de oito anos. O dirigente não teve adversários na eleição realizada na noite de quarta-feira, em Buenos Aires, que foi palco do congresso anual da entidade.

Ary Graça foi eleito em 2012 para um primeiro mandato de quatro anos à frente do órgão gestor do vôlei no mundo, com sede em Lausanne, na Suíça. Agora, vai dirigir a FIVB até 2024, após uma alteração nos estatutos da entidade para estipular um limite de dois mandatos, sendo o primeiro de oito anos e o segundo de quatro. Para o brasileiro, a ordem foi inversa, uma vez que ele entrou para o comando da federação com um mandato inicial de quatro anos.

A aposta de Ary Graça em tratar o vôlei como entretenimento foi vista claramente nos Jogos Olímpicos do Rio, quando as arenas, quase sempre lotadas, foram palco de grandes festas. Como presidente da entidade, ele ampliou o espaço de países de menor tradição na modalidade, aumentando o número de seleções participantes da Liga Mundial e do Grand Prix.

O cartola comandou a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) durante 17 anos. Deixou o cargo somente em 2014, quando a entidade foi alvo de denúncias de irregularidades.

Medalhista de prata em Pequim-2008 e Londres-2012, o ponteiro Murilo questionou de forma irônica a continuidade do dirigente no cargo. ;Sério isso?;, postou no Twitter. Em julho, após o Brasil ter conquistado o título da Liga Mundial na Polônia, o jogador alfinetou Graça por não ter cumprimentado os campeões. Na ocasião, escreveu: ;Engraçado, o presidente da FIVB, que é brasileiro, não cumprimentar nossa Seleção no pódio!! Será que ele acha que tá devendo?;.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação