Cunha tem 10 dias para defesa

Cunha tem 10 dias para defesa

postado em 18/10/2016 00:00
 (foto: Ed Alves/CB/D.A Press
)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press )

O deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a princípio, deverá se manter em silêncio a respeito da decisão da Justiça Federal em Curitiba que, ontem, encaminhou intimação ao peemedebista por meio da Justiça Federal no Rio de Janeiro, onde ele mora. ;Óbvio que não falarei. Isso é com advogado. Não falo de processos;, afirmou Cunha.

O encaminhamento da intimação ocorre quatro dias depois de o juiz da Lava-Jato em Curitiba, Sérgio Moro, aceitar a ação penal contra o ex-presidente da Câmara. Cabe a um oficial de Justiça do Rio de janeiro localizar e entregar a intimação ao deputado cassado, que, a partir daí, terá 10 dias para entregar sua defesa ao juiz.

Nessa ação, Cunha é acusado de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão fiscal pela manutenção de contas secretas na Suíça, que teriam recebido recursos originários de propina do esquema de desvio na Petrobras. Como a ação já havia sido aberta pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em junho, Moro deu apenas 10 dias para o peemedebista apresentar a defesa.

Lava-Jato
O processo foi remetido para a primeira instância em Curitiba, depois de Cunha perder foro privilegiado ao ter o mandato cassado pela Câmara, por 450 votos a 10, no dia 12 de setembro. Com isso, na semana passada o Supremo remeteu a ação contra o peemedebista para a Justiça Federal em Curitiba, onde acontecem as investigações da Operação Lava-Jato.

Eduardo Cunha minimizou as recentes reações que tem enfrentado em locais públicos. A última manifestação aconteceu na quarta-feira da semana passada ao desembarcar no Aeroporto Santos Dumont. O ex-deputado foi filmado, enquanto se ouviam gritos de ;ladrão; e ;pega, pega;.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação