Curtas

Curtas

postado em 31/10/2016 00:00
CURITIBA
Greca leva a melhor

Rafael Greca (PMN) venceu a disputa para prefeito de Curitiba, com 53,25%, após a apuração de todas as urnas. Ney Leprevost (PSD) ficou com 46,75%. Ex-prefeito da cidade, Greca fez a campanha sob apoio do governador do Estado, Beto Richa (PSDB). Ele chegou a ter quase 30 pontos de vantagem no primeiro turno, mas caiu após divulgação de uma declaração sobre ter vomitado por causa de ;cheiro de pobre;. A campanha de Greca e Leprevost no segundo turno foi marcada por acusações que envolviam suas formações acadêmicas. O ex-prefeito explorou a falta de experiência do adversário em cargos do Executivo e sua graduação como administrador numa instituição descredenciada pelo Ministério da Educação à época que Leprevost se formou, em 2011.


MANAUS
Artur Neto se reelege

O prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB), se reelegeu ao cargo com 55,96% dos votos válidos, segundo os números finais do segundo turno da eleição na capital amazonense. O tucano teve 124 mil votos a mais do que Marcelo Ramos, do PR, que terminou com 44,04% dos votos válidos numa eleição em que as abstenções responderam por 9,5% do eleitorado manauara ; mais do que os 8,59% do primeiro turno. No total, 1,14 milhão de eleitores compareceram às urnas nesse domingo, sendo que 2,92% deles votaram em branco e 5,7% anularam o voto.


FLORIANÓPOLIS
Virada na apuração

O segundo turno de Florianópolis terminou com a vitória de Gean Loureiro (PMDB) por uma diferença mínima (1,15 mil votos) em relação à candidata do PP, Ângela Amin. Ela chegou a ficar à frente de Loureiro durante boa parte da apuração, mas, na reta final, o peemedebista assumiu a liderança e terminou o pleito com 50,26% dos votos válidos, contra 49,74% de sua oponente. Com 100% dos votos apurados, o segundo turno da capital catarinense teve 3,91% de votos em branco e 12,07% anulados. O balanço final mostra ainda que 16,18% dos eleitores de Florianópolis não compareceram às urnas. Gean Loureiro tem 44 anos, nasceu em Florianópolis e atualmente é deputado estadual em Santa Catarina.



SANTA MARIA (RS)
Diferença de 226 votos

A disputa mais acirrada no segundo turno das eleições municipais de 2016 ocorreu em Santa Maria, município da região central do Rio Grande do Sul. O candidato Jorge Pozzobom (PSDB) foi eleito com 50,08% dos votos ; uma diferença de apenas 226 votos para o adversário, Valdeci Oliveira (PT), que foi escolhido por 49,92% dos eleitores. Pozzobom começou a apuração dos votos com uma folga maior em relação a Oliveira e manteve uma diferença de cerca de 2 mil votos durante a maior parte do tempo. No entanto, quando faltavam menos de 10% das urnas a serem apuradas no município, o petista diminuiu a diferença e chegou a ficar a apenas 108 votos atrás do tucano. A apuração dos últimos votos garantiu a vitória ao candidato Pozzobom, que conquistou 73.003 votos. Oliveira teve 72.777.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação