A derrota do "exemplo" Ruy Muniz

A derrota do "exemplo" Ruy Muniz

postado em 31/10/2016 00:00
O prefeito afastado de Montes Claros (MG), Ruy Muniz (PSB), não conseguiu se reeleger e perdeu o posto para o candidato do PPS, Humberto Souto, que teve 123.156 votos ; 65,31% dos votos válidos, contra 65.416 de Ruy Muniz, com 34,69%. O atual comandante do município ficou conhecido nacionalmente depois de ser preso pela Polícia Federal, um dia após a mulher, a deputada federal Raquel Muniz (PSD), citá-lo como exemplo de honestidade durante discurso, em 17 de abril, na sessão que aceitou a admissibilidade do processo de impeachment de Dilma Rousseff na Câmara.

Ruy Muniz ficou detido até 27 de julho. Ele é acusado de desviar verbas de hospitais públicos da cidade para beneficiar instituições privadas de sua família no setor da saúde, além de irregularidades na compra de combustível. Na campanha, a candidatura de Ruy foi impugnada, e ele concorreu sub judice. Em setembro, chegou a ser considerado foragido pela Justiça quando a PF tentou prendê-lo novamente. Ele só reapareceu após conseguir um salvo-conduto da Justiça Eleitoral, referendado pelo ministro Marco Aurélio Mello, do STF. O magistrado concedeu o habeas corpus, alegando que ele não representava riscos à ordem pública. No primeiro turno, Muniz recebeu 25,93% dos votos.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação