Follmann recebe boa notícia

Follmann recebe boa notícia

Médicos descartam ampliar amputação da perna direita do goleiro e preparam retorno dos atletas para o Brasil

postado em 11/12/2016 00:00
 (foto: Reprodução
)
(foto: Reprodução )



Após o anúncio da transferência do jornalista Rafael Henzel da Unidade de Terapia Semi-Intensiva para o quarto do hospital, ontem, os médicos do Hospital San Vicente Fundación divulgaram mais uma boa notícia sobre os sobreviventes da tragédia aérea com o voo da Chapecoense na Colômbia: não será necessário ampliar a amputação da perna direita de Jackson Follmann.

Segundo informe da comissão médica, a partir de hoje, os pacientes serão preparados para o retorno ao Brasil, mas o melhor quadro de momento não significa a prioridade no transporte. A volta ao país será feita de acordo com a particularidade de cada aeronave disponibilizada.

Mais cedo, ontem, Henzel apresentou boa evolução e foi levado para o quarto. Segundo os responsáveis, ele respira sem cateter nasal ou suporte de oxigênio. Agora, o jornalista precisa ser submetido a uma tomografia de tórax para assegurar a viabilidade do transporte de volta para o Brasil. ;Bom-dia, amigos. Treze dias de Colômbia. Novo avanço. Da UTI para o semi-intensivo, do semi para o quarto. Ele me salvou. Obrigado, Senhor;, publicou Henzel em suas redes sociais.

Já Follmann foi submetido a uma revisão cirúrgica na sexta-feira, e os médicos descartaram uma ampliação da amputação da perna, pois a área não apresentou sinais de infecção. Por enquanto, o goleiro permanece com curativo, com necessidade de observação nas próximas horas. A tendência é a ;regularização; do procedimento em São Paulo.

Se na sexta-feira foi identificada a bactéria causadora da infecção urinária no lateral Alan Ruschel, ontem os médicos informaram que o problema está sendo tratado com antibióticos. Agora, a equipe estuda a logística para o transporte do atleta para Chapecó nos próximos dias.

O quadro que demanda mais atenção ainda é de Neto, que já consegue conversar e não precisa de drogas de suporte, mas segue em cuidados intensivos e com uma infecção. Um dia após ser desentubado, o zagueiro passou por um trabalho de ventilação mecânica não invasiva, melhorando o seu quadro pulmonar. A equipe médica ainda mantém o jogador em condição de alerta, principalmente nas próximas 24 horas.

Hoje, data da última rodada do Brasileirão, a Chapecoense, que não entrará em campo para enfrentar o Atlético-MG ; será um w.o. duplo, com o aval da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ;, receberá homenagens pelos campos do país.

Um dos tributos será do Santos. Além do símbolo da Chapecoense no espaço do patrocinador máster, no centro da camisa, o Peixe exibirá a mensagem ;#ForçaChape;. Os quatro patrocinadores do clube paulista também estarão todos estampados em verde. O Santos ainda decidiu homenagear o Atlético Nacional pela solidariedade prestada à Chapecoense e exibirá o símbolo do time colombiano no centro da camisa, entre o seu e o dos catarinenses.




;Bom-dia, amigos. Treze dias de Colômbia. Novo avanço. Da UTI para o semi-intensivo, do semi para o quarto. Ele me salvou. Obrigado, Senhor;

Rafael Henzel, jornalista, em post nas redes sociais


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação