Lar doce barco

Lar doce barco

Morar em barcos pode ser uma boa opção para quem quer viver novas aventuras. Conheça lugares ao redor do mundo onde é possível residir nessas casas flutuantes e descubra se a opção é mais barata do que viver em terra firme

IANA CARAMORI Especial para o Correio
postado em 14/12/2016 00:00
 (foto: Natalia Xavier/Flickr)
(foto: Natalia Xavier/Flickr)


Arrumar as malas, vender os móveis e comprar um barco para morar pode ser um desafio e tanto, com vantagens e desvantagens. Entre os benefícios, estão o contato com a natureza, uma vista incrível da costa e da cidade, a facilidade de um meio de transporte pronto para partir. Por outro lado, há a maior vulnerabilidade em dias de muita chuva e ventania, cuidados constantes com a parte mecânica do barco e desafios como as tarefas domésticas. Morar em um barco se torna não apenas uma opção de moradia, mas um estilo de vida.

É preciso ressaltar que a mudança não é garantia de economia. e por isso é importante colocar todos os gastos no papel e comparar com a vida em terra firme. As marinas cobram um aluguel para que o barco fique ancorado ; quanto maior o barco, maior a taxa. Despesas como a manutenção do barco, da parte elétrica, do motor, etc., precisam ser levadas em consideração.

Costa brasileira
Na Marina da Glória, no Rio de Janeiro, não há restrições para morar na embarcação. Outra marina brasileira que permite e moradia é Bahia Marina, em Salvador. O dono que quiser morar no barco ancorado deve pagar o valor mensal de R$ 117 por pé, valor válido neste ano. O Bahia Marina tem em seu espaço um centro gastronômico, vigilância 24 horas, sala de estar com acesso à internet e TV a cabo, posto de abastecimento, lojas e serviço de manutenção.

As marinas estão espalhadas por todo o mundo. Conheça outras cidades com locais que permitem que a população use seus barcos como moradia.


No paranoá
O Clube Naval de Brasília permite que os sócios durmam nas embarcações, desde que entrem no barco até 22h. Para alugar uma vaga na marina é preciso ter a carteirinha do clube. O valor de admissão no Clube Naval é de R$ 3 mil e a mensalidade, R$ 236. Mais informações: (61)3223-2332 ou www.clubenavaldf.com.br




Port Townsend (Estados Unidos)
A pequena cidade norte-americana é uma ótima opção de destino para quem gosta de barcos. Port Townsend tem duas marinas, um centro marítimo e várias empresas especializadas em construção e manutenção de embarcações. Todo ano acontece na cidade o Festival Wooden Boat: exposição de barcos, música ao vivo, comida local, programas para crianças e outras atrações. Mais informações: nwmaritime.org/events2/wooden-boat-festival.




Vancouver (Canadá)
Para muitos, viver em um barco na cidade canadense é uma saída para os altos preços do aluguel, mas não são todas as marinas que aceitam moradores. A Spruce Harbour e Heather Civic são duas delas.



Granada (Espanha)
Quem quiser morar na cidade espanhola já tem lugar garantido: Marina Secret Harbour. Além de contar com piscinas, quadras de tênis, restaurantes e chalés ; caso precise de alguns dias em terra firme ;, a marina está próxima de pontos importantes de Granada, como lojas de conveniência e o aeroporto. Mais informações: www.secretharbourgrenada.com.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação