Brasília encara "jogo perigoso"

Brasília encara "jogo perigoso"

Maíra Nunes
postado em 15/12/2016 00:00
 (foto: Hugo Gonçalves/Esp. CB/D.A Press
)
(foto: Hugo Gonçalves/Esp. CB/D.A Press )



Pouco mais de 48 horas após a última vitória, sobre o Valinhos, em Taguatinga, o Brasília Vôlei já entra em quadra novamente. Desta vez, fora de casa, no duelo contra um adversário tido como estratégico para que a equipe se mantenha entre os primeiros na tabela da Superliga Feminina. ;O Bauru é o jogo mais perigoso, porque ele vai ditar se a gente fica na quarta colocação ou na segunda;, avalia o técnico Anderson Rodrigues. O desafio de hoje, às 21h, será no Ginásio Panela de Pressão, no interior paulista, com transmissão do SporTV.

O Brasília Vôlei teve pouco tempo de descanso. O jogo contra o Valinhos acabou por volta das 21h30 de terça-feira. No dia seguinte, o elenco já estava de malas prontas no Ginásio Sesi Taguatinga para pegar o ônibus em direção ao aeroporto, antes das 6h. Após pousarem em São Paulo, o itinerário incluiu quatro horas de ônibus até Bauru, local da partida válida pela 10; rodada.

;Infelizmente, o calendário é esse;, lamenta Anderson. Em Bauru, o time treinou no local do confronto, ontem à noite. ;São menos de 24h para o jogo, então, é focar um pouco mais na tática para que a gente possa sair com a vitória.; A ponteira Mari Helen não viajou com o grupo por causa de uma tendinite no joelho direito. Já a central Roberta, poupada na última partida, estará à disposição do treinador.

O Brasília Vôlei está na vice-liderança, com 21 pontos, apenas um a mais do que o rival paulista, quinto colocado.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação