E ficou tudo para a última hora

E ficou tudo para a última hora

Além da aprovação de projetos essenciais para 2017, como IPTU, IPVA, Refis e orçamento, os deputados distritais deixaram, para a derradeira sessão, a definição de Mesa Diretora. Até o fim da noite de ontem, as negociações permaneciam intensas

ANA VIRIATO Especial para o Correio
postado em 15/12/2016 00:00
 (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press

)
(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press )



As costuras necessárias à configuração da Mesa Diretora da Câmara Legislativa serão estendidas até os minutos prévios à eleição dos integrantes da nova cúpula da Casa, prevista para as 10h de hoje. As articulações para a obtenção de apoio adentraram a madrugada desta quinta-feira. A disputa, até o fechamento desta edição, mostrava-se indefinida. Entretanto, as projeções dos bastidores apontavam para o lançamento de uma chapa com Joe Valle (PDT) e Wellington Luiz (PMDB), como candidatos, respectivamente, à Presidência e à Vice; e a segunda, no mesmo formato, composta por Agaciel Maia (PR) e Ricardo Vale (PT), considerados favoritos na disputa, devido ao apoio do governador Rodrigo Rollemberg (PSB).

A definição do cabeça da primeira aliança sairia na noite de ontem. Integrantes do Bloco Sustentabilidade e Trabalho e parlamentares da oposição ao Palácio do Buriti se reuniriam às 23h para bater o martelo sobre o nome que representaria o grupo. A disputa estava centrada em Joe Valle e Sandra Faraj (SD). O pedetista conta com o apoio dos demais componentes do bloco: Reginaldo Veras (PDT), Cláudio Abrantes (Rede) e Chico Leite (Rede). A integrante do Partido Solidariedade dizia contar com o apoio de alguns membros da bancada evangélica. A candidatura dela, porém, segundo distritais, ocorreria apenas em um caso de ;reviravolta;.

Os concorrentes classificam como ;impossível; a tarefa de antecipar o voto de cada distrital. Ao contrário do biênio anterior, quando, próximo ao fim da disputa, Celina Leão (PPS) aparecia sozinha na disputa à Presidência, e o apoio a ela era claro, neste ano, a corrida está embolada: cada chapa contabiliza 12 votos (veja Projeção de apoio). A definição do vencedor dependerá, além das negociações de última hora, da palavra final de Rollemberg. O chefe do Executivo local pode atrair o apoio de mais dois parlamentares, o que sacramentaria a vitória da chapa a qual apoia, liderada por Agaciel Maia.

A possibilidade de os parlamentares contrariarem as projeções e migrarem para o grupo concorrente, inclusive, é expressiva. Apesar de manter uma relação de lealdade com Tadeu Filippelli, presidente da regional do PMDB, Liliane Roriz (PTB) adiantou aos colegas de plenário que não votaria no mesmo postulante de Celina Leão (PPS). No caso, Joe Valle ou Sandra Faraj. Liliane e Celina convivem em clima de animosidade desde a deflagração da Operação Drácon. O apoio dela, portanto, é uma incógnita. Bispo Renato Andrade (PR) também pode trocar de lado. O parlamentar recebeu Sandra e Joe em casa, na última terça-feira. Os representantes do PTB e do PR podem, ainda, faltar a votação, amparados por atestados médicos.

Caso a eleição configure-se como reflexo das projeções de apoio dos candidatos, Joe Valle venceria a disputa em razão do terceiro critério de desempate do regimento da Câmara Legislativa: a quantidade de votos obtidos nas eleições. Ele conquistou 20.352 eleitores, e Agaciel, 14.876.

Presidência
Detentor do apoio de Rollemberg, Agaciel Maia ocupa a Presidência da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças. Eleito distrital pela primeira vez em 2010, o economista sofre processos no Conselho Especial do Tribunal de Justiça do DF e Territórios, na Justiça Federal e no Tribunal Regional Federal. O parlamentar, entretanto, afirma que as acusações são infundadas. ;Algumas denúncias foram arquivadas por falta de evidências. Em outros casos, fui processado por cumprir ordens. Nunca infringi a lei ou obtive vantagens indevidas;, afirma. Caso seja escolhido para o principal cargo da Casa, ele promete um mandato ;pautado pela transparência e embasado por decisões que representem melhorias para a população;.

Joe Valle integra a Comissão de Assuntos Sociais e ocupa a função de distrital pela segunda vez. O engenheiro florestal é alvo de um inquérito que tramita no Conselho Especial do TJDFT, com base em denúncia sobre o uso de verba indenizatória para pagamento de advogados, supostamente em proveito próprio. O candidato aposta no arquivamento da denúncia e a atribui ;ao jogo sujo da política;. O parlamentar acredita em uma Presidência ;encabeçada por um projeto com início, meio e fim, que melhore a visão popular em relação à Câmara Legislativa e acarrete melhorias à capital;.

Pauta paralisada

Envolvidos com as articulações relacionadas à obtenção de votos para a eleição da Mesa Diretora, os deputados também deixaram, para a última sessão do ano, a deliberação sobre projetos do GDF e de origem parlamentar. Assim, eles terão de aprovar projetos de relevância para a atuação do governo e para os brasilienses. A pauta deve reunir as propostas referentes ao estabelecimento dos valores venais do IPTU e do IPVA, além do planejamento relacionado ao Programa de Recuperação Fiscal do DF (Refis) e o orçamento anual.

TCDF define Mesa Diretora
O Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) também elege hoje a Mesa Diretora, líder do órgão durante o próximo biênio. Definiu-se, porém, a configuração do comando previamente. O presidente do TCDF, Renato Rainha, não concorrerá à recondução ao cargo. Assim, os conselheiros Anilcéia Machado e Paulo Tadeu assumirão, respectivamente, a Presidência e a Vice. A definição, nos bastidores, ocorreu em reuniões na segunda e na terça-feira. Anilcéia, há quase 11 anos no órgão, foi escolhida porque é a conselheira mais antiga que ainda não assumiu a Presidência da Corte após uma eleição. Ela esteve no posto apenas por alguns meses.


Projeções de apoio

Chapa Agaciel Maia e Ricardo Vale

; Agaciel Maia (PR)
; Bispo Renato Andrade (PR)
; Chico Vigilante (PT)
; Israel Batista (PV)
; Juarezão (PSB)
; Julio Cesar (PRB)
; Lira (PHS)
; Luzia de Paula (PSB)
; Ricardo Vale (PT)
; Rodrigo Delmasso (PTN)
; Telma Rufino (Pros)
; Wasny de Roure (PT)

Total: 12


Chapa Joe Valle, Sandra Faraj e Wellington Luiz


; Celina Leão (PPS)
; Chico Leite (Rede)
; Claudio Abrantes (Rede)
; Cristiano Araújo (PSD)
; Joe Valle (PDT)
; Liliane Roriz (PTB)
; Rafael Prudente (PMDB)
; Raimundo Ribeiro (PPS)
; Reginaldo Veras (PDT)
; Robério Negreiros (PSDB)
; Sandra Faraj (SD)
; Wellington Luiz (PMDB)

Total: 12

;(O mandato será) pautado pela transparência e embasado por decisões que repr

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação