Cabo da PM é acusado de assassinato em Samambaia

Cabo da PM é acusado de assassinato em Samambaia

Ailim Cabral
postado em 19/12/2016 00:00
Um cabo da Polícia Militar é acusado de matar um homem em Samambaia Norte. O crime ocorreu por volta das 14h30 de ontem. O PM Kléber José Ferreira, 43 anos, dirigia uma Ford Ranger e, segundo testemunhas, teria perseguido o empresário Bruno César Oliveira, 30 anos. A vítima estava em um Honda Civic, ao lado de Maria Gerusa Quaresma Ferreira, 40, que é mulher do policial militar suspeito do crime.

Entre as QNs 411 e 409 de Samambaia Norte, nas proximidades do Parque Três Meninas, Kléber interceptou o veículo onde estava a vítima, desceu do carro e disparou diversas vezes contra Bruno. As informações estão em depoimento prestado por Maria Gerusa à Polícia Civil. Depois de atirar contra a vítima, o PM fugiu do local em sua caminhonete.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e atendeu a vítima. O empresário, no entanto, morreu no local. Depois de tentar socorrer Bruno, Maria Gerusa foi até a 26; Delegacia de Polícia, onde deu detalhes sobre o crime. Ela contou que tentava se separar do marido há seis meses e que, após o crime, o PM ligou duas vezes para ela. Maria Gerusa disse que não atendeu as ligações de Kléber, pois estava sendo atendida pelo Samu.

O diretor de Comunicação da Polícia Civil, Miguel Lucena, confirmou que o suspeito é cabo da Polícia Militar, mas negou que o crime possa agravar o clima de atritos entre as duas corporações. O problema tem se intensificado por conta das negociações salariais das instituições. ;Não acredito que isso possa causar atritos entre as polícias, pois o autor do crime tinha motivos particulares. Foi um crime passional. Além disso, ele não estava em serviço quando cometeu o crime;, explicou Lucena.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação