360 graus

360 graus

Jane Godoy %u2022 janegodoy.df@dabr.com.br
postado em 10/02/2017 00:00
 (foto: Arquivo Pessoal)
(foto: Arquivo Pessoal)






Por amor aos animais
um termo que pode parecer estranho, cujo significado é desconhecido por grande parte da população, ser vegano ainda é um mistério na cabeça de muita gente e motivo de curiosidade. Nada melhor, para entender o seu significado, do que conversar com quem se tornou especialista no assunto e chef e pesquisadora cheia de juventude e cuidados com a saúde própria. Renata Karoline Campos Dias, uma mineirinha de Bambuí conta: ;desde criança sempre amei muito os animais e sempre tive o desejo de ajudá-los de alguma forma;.

;Quando morávamos em Minas, minha mãe comprou uma galinha viva e pediu para que a moça que trabalhava conosco a matasse e a cozinhasse. Eu achei aquilo um absurdo e não deixei;, lembra. Estranhando a atitude da filha, a mãe quis saber por que ela comia a carne de outros animais e não queria comer a daquela galinha. ;Aquela pergunta me fez refletir e, a partir daquele dia, aos 8 anos de idade, nunca mais ingeri nenhum tipo de carne; conta.

A universidade
Unanimidade entre os amigos e familiares, Renata iria, claro, optar pelo curso de veterinária. E foi o que ela decidiu fazer. ;Passei na UnB e fiz um semestre. Porém, como o curso também envolve matérias de pecuária, abate de animais, cultura leiteira e outros procedimentos que chocaram com o que eu pensava a respeito vi que não era a melhor forma que eu poderia ter para ajudar os animais, pois, em alguns casos, da veterinária ajudamos mais os homens do que os próprios bichos; explica.

Foi aí que ela começou a fazer comidas que não levam nada de origem animal. ;Fui incentivada pelo pessoal aqui de casa para comercializar o que eu fazia e, assim, surgiu a Renata Dias Cozinha Vegana, onde tento mostrar para o mundo que não necessitamos de sofrimento animal para nos alimentar muito bem;, garante. Hoje, cursando administração de empresas na UnB, Renata é ;administradora de empresa, no caso uma ;mini- mini-mini- empresa; ainda; diverte-se.

O que é ser vegano?
;O veganismo é uma ideologia que prega que devemos levar uma vida ; comer, vestir, usar cosméticos ; sem sofrimento animal. Não é apenas em relação à alimentação, mas, sim, a tudo na vida. Os animais não sofrem apenas ao serem abatidos; sofrem para fornecer ovos, leite, queijos. Não estamos falando dos animais que vivem soltos em fazendas, apesar de que esses também são privados de liberdade. Falamos das indústrias, que exploram os animais de forma deplorável. Portanto o vegano não usa nenhuma marca que testa seus produtos em animais. Sequer usa peças de pele animal, couro, etc. Não sei qual a origem do veganismo, mas sei que veio de alguém que se colocava no lugar dos animais, percebia o sofrimento e iniciou uma vida sem tudo isso em prol de um bem maior.;

Efeitos e resultados podem ser obtidos na alimentação tradicional, por meio da ingestão de proteínas, vitaminas e demais nutrientes. ;Quando a pessoa se torna vegana, é necessário que ela busque esses elementos em outros alimentos que não sejam de origem animal, como a soja, couve, brócolis, tofu, beterraba, grãos em geral, que são alimentos ricos em ferro e proteínas. Se a pessoa fizer a substituição correta, na verdade, ela tende a ser mais saudável. Um ponto em comum que os veganos têm é que todos se sentem mais leves e energizados quando param de consumir os produtos industrializados e de origem animal;, explica.

Por isso, o mercado vem crescendo em progressão geométrica e os consumidores veganos estão tendo onde encontrar a sua dieta. ;Considero que essa poderá vir a ser a alimentação do futuro;, prevê a chef.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação