>> DEU no www.correiobraziliense.com.br

>> DEU no www.correiobraziliense.com.br

postado em 21/02/2017 00:00


Ação contra Pimentel
será julgada no dia 2

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, pautou para 2 de março a retomada do julgamento que pode levar ao afastamento do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT). A ação ajuizada pelo DEM discute a necessidade de autorização da Assembleia Legislativa de Minas Gerais para o recebimento de denúncia contra o governador do estado pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça), e seu consequente afastamento. O processo é o primeiro item da pauta de julgamento da sessão plenária marcada para a quinta-feira da semana que vem. Em dezembro do ano passado, o relator do caso, ministro Edson Fachin, já votou no sentido de dispensar a autorização prévia da assembleia legislativa mineira para processar e julgar o governador por crime comum perante o STJ. O julgamento, no entanto, foi interrompido depois de pedido de vista (mais tempo para análise) do ministro Teori Zavascki, morto em acidente aéreo em 19 de janeiro.

Incêndio na sede
da PF em Curitiba

Um princípio de incêndio atingiu a sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, no Paraná, na madrugada de ontem. De acordo com nota divulgada pela instituição, o fogo foi controlado rapidamente e ;não houve qualquer prejuízo; aos presos no local. A PF em Curitiba é um dos principais ;QGs; da Operação Lava-Jato e onde estão presos executivos como Marcelo Odebrecht, presidente e herdeiro do grupo que leva o seu nome, e Pedro Corrêa, ex-deputado federal. No local, costumam ficar os investigados que fecharam ou que negociam acordos de delação premiada. ;Peritos da PF já trabalham para levantar as causas e em virtude disso não haverá expediente no dia de hoje (ontem);, informa nota divulgada pela PF.

R$ 7
milhões

Valor que o empresário Milton Taufic Schahin, sócio do Grupo Schahin, terá de pagar na delação premiada fechada com a Operação Lava-Jato. Pelos termos do acordo, vai usar tornozeleira eletrônica e terá que arcar com a multa, com seis meses de carência para iniciar a quitação da dívida, que deverá ser saldada em até 24 parcelas. Em troca de benefícios da Justiça, que o condenou ; e a seu irmão Salim ; a 9 anos e 10 meses de prisão pelos crimes de corrupção e gestão fraudulenta do banco Schahin no emblemático empréstimo de R$ 12 milhões a um amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em outubro de 2004, Milton se dispõe a revelar o que sabe sobre este episódio e outros crimes financeiros.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação