DEU no www.correiobraziliense.com.br

DEU no www.correiobraziliense.com.br

postado em 21/02/2017 00:00

Âncora de 200kg cai e mata menino no Recife
Uma criança de 12 anos morreu, na tarde de domingo, depois que uma âncora de embarcação, com cerca de 200 kg, caiu sobre seu corpo no bairro do Bongi, na Zona Oeste do Recife. Segundo peritos da Polícia Civil, o menino, identificado como Ismael Silva Magalhães, caminhava pela calçada onde o objeto estava pendurado, de forma decorativa, na fachada de um estabelecimento comercial, quando a âncora se desprendeu da estrutura que a sustentava e o atingiu. Ele morreu na hora. O proprietário do ponto comercial chegou ao local momentos após o acidente, mas foi embora antes mesmo da chegada da polícia. Familiares e amigos do garoto estão revoltados. ;Meu filho era um garoto de ouro. Estava indo até a casa onde eu moro, com a madrasta dele, para pegar umas roupas da irmã caçula. E, do nada, meu filho acabada esmagado por uma âncora. Isso é muito revoltante. Como é que alguém pendura um objeto desses e não faz de forma responsável?;, desabafou Abrãao Pereira Magalhães, de 54 anos, pai de Ismael.


Bebê morre em Jaú (SP) depois de tomar detergente
Um bebê de 10 meses morreu intoxicado após tomar um detergente de cor roxa usado para limpar alumínio, no domingo, em Jaú, interior de São Paulo. A avó da criança confundiu o produto de limpeza com suco de uva e o colocou na mamadeira. Os dois recipientes ; do suco de uva e do produto de limpeza ; estavam na pia da cozinha, um próximo do outro. Assim que tomou a mamadeira, o bebê começou a passar mal. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) levou a criança à Santa Casa da cidade, mas ela não resistiu. A família do bebê ; os pais e outro filho de 4 anos ; tinha se mudado provisoriamente para a casa dos avós da criança, depois de encontrar escorpiões em sua residência, na mesma cidade. Os pais temiam justamente que os bichos atacassem o menino.

Cinco cidades em situação de emergência pela febre amarela
O governo federal reconheceu situação de emergência em cinco cidades devido ao surto de febre amarela. As portarias foram publicadas no Diário Oficial da União de ontem pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), vinculada ao Ministério da Integração Nacional. Elas permitem que as prefeituras de Coronel Fabriciano (MG), Governador Valadares (MG), Manhumirim (MG), Teófilo Otoni (MG) e Ibatiba (ES) solicitem apoio emergencial para ações de socorro e assistência à população. Embora situadas em regiões afetadas pelo surto, três das quatro cidades mineiras beneficiadas pela medida não têm nenhum caso confirmado da doença. Também não há mortes suspeitas entre os moradores destas cidades. Por outro lado, como são municípios mais estruturados, suas unidades de saúde estão recebendo pacientes de cidades vizinhas.

Força Nacional enviada para mais três estados
O Ministério da Justiça autorizou o emprego da Força Nacional de Segurança Pública para apoio aos estados do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte e Sergipe. As equipes vão trabalhar nas unidades da Federação por 180 dias, ;nas ações de policiamento ostensivo, polícia judiciária, e perícia forense, com o objetivo de reduzir homicídios dolosos, feminicídios, violência contra a mulher e de combater a criminalidade organizada transnacional, em especial, os tráficos de drogas e de armas;. De acordo com o Ministério da Justiça, a atuação e o número de profissionais a serem disponibilizados obedecem ao planejamento conjunto entre os órgãos envolvidos. Se necessário, o prazo do apoio prestado pela Força Nacional poderá ser prorrogado.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação