Contra a energia limpa

Contra a energia limpa

postado em 28/03/2017 00:00

O presidente Donald Trump assinará, hoje, ordem executiva para acabar com o plano do antecessor Barack Obama que limita a emissão de gases do efeito estufa nas centrais elétricas alimentadas com carvão. De acordo com o diretor da Agência de Proteção Ambiental (EPA), Scott Pruitt, suprimir o plano Energia Limpa de Obama, de 2015, devolverá postos de trabalho à indústria do carvão. ;Esta é uma promessa que (Trump) está mantendo ao povo americano e afirma que podemos colocar as pessoas novamente para trabalhar;, explicou ao canal ABC.

O apresentador do programa This Week, George Stephanopolous, rebateu e lembrou que a maioria dos postos de trabalho no setor do carvão foi suprimida uma década antes, durante o governo do antecessor de Obama, George W. Bush, após o avanço do gás natural substituir o carvão.

No entanto, Pruitt minimizou as preocupações de que Trump teria feito uma promessa que não pode cumprir. ;Por muito tempo, nos últimos anos, aceitamos a narrativa de que, se você é pró-crescimento e pró-trabalho, você é contra o meio ambiente;, afirmou, ao culpar o governo Obama de fazer ;esforços para matar postos de trabalho, ao longo de todo o país, com o seu plano de energia limpa;.

Custos
Pruitt também disse que a ordem executiva deverá reduzir os custos de energia elétrica para os americanos. As pessoas que apoiam o plano de Obama afirmam que o projeto ajuda a criar milhares de empregos no setor de energia limpa. Cético a respeito da mudança climática, Pruitt disse, no início do mês, não acreditar que o dióxido de carbono seja a principal causa do aquecimento global ; a declaração vai contra as afirmações dos cientistas há várias décadas. Durante a campanha eleitoral, o próprio Trump disse que o conceito de aquecimento global teria sido criado pelos chineses para afetar a competitividade das indústrias dos Estados Unidos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação