Brasília-DF

Brasília-DF

por Denise Rothenburg » deniserothenburg.df@dabr.com.br
postado em 01/04/2017 00:00


Geraldo em movimento

A nomeação do presidente do PV, José Penna, para a Secretaria de Cultura de São Paulo deixou muitos tucanos desconfiados de que o governador Geraldo Alckmin joga algumas fichas no plano B, isto é, não ser candidato a presidente pelo PSDB. Explica-se: hoje, o tempo de tevê numa campanha soma os seis maiores partidos e uma aliança. Logo, Alckmin não precisa do tempo do PV se for candidato pelo PSDB. Porém, na hipótese de precisar mudar de legenda para concorrer, o PV ganhará mais peso.

; ; ;

Em tempo: outro que tem motivos para observar atentamente essa parceria de Alckmin com Penna é o senador Álvaro Dias, nome para a disputa presidencial em 2018.

Troncha sai, Troncha fica

A situação de Ronaldo Troncha, ex-assessor do deputado Sérgio Souza convocado para depor na Operação Carne Fraca, provocou uma queda de braço entre o presidente de Furnas, Ricardo Medeiros, e o diretor de Operação e Manutenção, Djair Roberto Fernandes. Medeiros mandou demitir Troncha, hoje, assessor da empresa. Djair, que é tido como ligado ao deputado, pediu ao setor de recursos humanos que esperasse mais uns dias. Medeiros insistiu. Agora, está assim: 2 X 1 pelo afastamento do assessor.

Uma pesquisa no caminho...

A queda da popularidade do presidente Michel Temer na pesquisa da CNI/Ibope preocupa o governo mais pelo reflexo que pode causar na base aliada do que pelos números. Há o receio de que, com medo da eleição no ano que vem, os parlamentares desistam de votar as reformas. Sabe como é, sem dinheiro, sem discurso e com a Lava Jato no pé, ficará difícil fazer campanha.

; mas nem tanto

O cientista político Murillo de Aragão, que esteve ontem com o presidente Michel Temer, considera que, diante da complexidade do debate em torno da reforma da Previdência e a desinformação a respeito, a perda foi até pequena.

CNA em litígio

A nota da Confederação Nacional de Agricultura (CNA) em apoio à cobrança do Funrural dos produtores deixou o setor agropecuário em chamas. Sindicatos rurais se mobilizam para pedir intervenção na CNA, porque não sabem de onde o presidente da confederação, João Martins da Silva Júnior, obteve aval dos produtores para apoiar a constitucionalidade do Funrural.


CURTIDAS


Escondidinho de juízes I/
Justamente na segunda-feira, dia de pouco movimento no Congresso, é que representantes do Judiciário irão à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado Federal para falar sobre crimes de abuso de autoridade (PLS 280/2016).

Escondidinho de juízes II/ Quem bateu o pé para que os juízes fossem ouvidos foi o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Jayme de Oliveira. É voz corrente no Judiciário que o texto da forma como foi proposto criminalizará os agentes públicos no cumprimento do dever, especialmente, os juízes. Ninguém esperava que fosse no dia em que os senadores estão em trânsito.


Escondidinho de juízes III/ Jayme de Oliveira, porém, não estará sozinho. Foram convidados o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Gilmar Mendes, o procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, e o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Ayres Brito (foto).

Inverteram o calendário!/ No governo, a sensação era que ontem não parecia ser 31 de março. E, sim, uma sexta-feira 13. Afinal, desemprego de 13 milhões de pessoas, e 10% de aprovação nem deram tempo de o presidente comemorar as projeções de inflação e os 35 mil empregos de carteira assinada gerados em fevereiro. Mas hoje está tudo cor-de-rosa: Brasil a pleno emprego, salários em alta e preços em baixa. Primeiro de abril!!!



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação