Escócia pede referendo

Escócia pede referendo

postado em 01/04/2017 00:00

Dois dias depois de ter entregado ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tuek, a carta que oficializou o início do Brexit, a primeira-ministra britânica, Theresa May, recebeu ontem a carta na qual a chefe do governo regional da Escócia, Nicola Sturgeon, pede a abertura de negociações sobre a convocação de um novo referendo no qual os escoceses possam decidir sobre sua independência do Reino Unido. A proposta se baseia nos prejuízos que a saída da União Europeia causarão à Escócia, onde a maioria esmagadora dos eleitores votou contra o Brexit no referendo de junho passado.

Na carta, a líder do Partido Nacional Escocês (SNP, separatista) admite que já conhece a posição da premiê, contrária à realização de nova votação sobre a separação antes que se concluam as negociações com a UE. ;Em antecipação à sua negativa em abrir discussões, é importante que se deixe clara minha posição;, diz o texto. ;É minha firme opinião que é preciso respeitar o mandato do parlamento escocês. A questão não é se (haverá referendo), mas quando.;

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação