Gestão de esquerda à frente do DCE da UnB

Gestão de esquerda à frente do DCE da UnB

» DEBORAH SOGAYAR*
postado em 08/04/2017 00:00
 (foto: Carlos Moura/CB/D.A Press - 8/7/11 )
(foto: Carlos Moura/CB/D.A Press - 8/7/11 )



Estudantes da Universidade de Brasília (UnB) elegeram uma chapa de esquerda para ocupar o Diretório Central dos Estudantes (DCE). O resultado extraoficial, divulgado na manhã de ontem, deu a vitória à chapa Todas as Vozes, que recebeu 7.017 votos. A atual gestão, Aliança pela Liberdade, foi a escolhida por 4.809 discentes. A apuração se estendeu pela madrugada de ontem e o resultado oficial será divulgado na próxima terça, após reunião do Conselho de Entidades de Base (CEB). Até lá, pode haver recontagem de votos.

Entre as propostas da chapa vencedora estão a ampliação do sistema de iluminação dos câmpus e a criação de fraldários e de creches para as estudantes que são mães. Após cinco anos de gestão liberal, a chapa declaradamente de esquerda encara agora o desafio de dialogar com o grupo de oposição. ;A gente não pode ter medo de se posicionar nem do posicionamento dos outros estudantes, até porque a universidade é lugar de pensamento crítico. Queremos o debate, o olho no olho, ouvindo os dois lados;, declara Vitor Cesário, 19 anos, um dos membros da Todas as Vozes.

Membro da Aliança pela Liberdade, Vitor Lintomen acredita que os resultados representam um renascimento para o grupo. ;Vencer ou perder a eleição faz parte do sistema democrático, são muitos fatores que contam para o resultado. Este ano, teremos várias cadeiras de Representação Discente nos Conselhos Superiores da UnB, nossas mídias sociais e muitos apoiadores. Temos que ampliar o diálogo e expandir nossa atuação. Temos orgulho do nosso passado e estamos de olho no futuro;, conclui o estudante de direito.

Aluno do curso de história, Lenin Gadelha, 20 anos, ficou surpreso com a vitória da chapa, mas satisfeito. ;Acredito que mudanças devam acontecer. O antigo DCE e a antiga reitoria desdenhavam do movimento estudantil, espero que, agora, eles deem suporte para isso;, afirma.

Já a estudante de engenharia elétrica Jéssica Maria destaca que o envolvimento político proposto pela chapa vencedora é interessante, mas gostaria que mudanças a curto prazo fossem priorizadas. ;Nós que passamos o dia inteiro aqui estamos interessados em melhorias físicas do espaço. A gestão anterior, por exemplo, colocou toldos nas paradas de ônibus e bebedouros ao longo do ICC (Instituto Central de Ciências).;

* Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação