Clubes ocupam Mané Garrincha

Clubes ocupam Mané Garrincha

Três semifinalistas serão definidos, neste fim de semana, em partidas marcadas para a principal arena do DF

postado em 15/04/2017 00:00
 (foto: Hugo Gonçalves/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Hugo Gonçalves/Esp. CB/D.A Press)

As perspectivas não são nada animadoras para a ocupação do Mané Garrincha no segundo semestre, já que a maioria dos clubes da Série A decidiu pelo veto à realização de jogos fora dos seus respectivos estados no Campeonato Brasileiro. No Candangão, porém, o estádio tem ganhado utilidade. Neste fim de semana, serão definidos na arena três semifinalistas do torneio local. Hoje, o Brasiliense receberá o Real, às 15h30. Amanhã, o Sobradinho pegará o Santa Maria, às 11h, e o Gama enfrentará o Paracatu às 15h30.


Mané Garrincha ocupado, no entanto, não significa lucro. Ao contrário. Os clubes pagam pelo aluguel do estádio 15% da renda. Como as partidas são deficitárias, o valor acaba sendo irrisório. Para se ter uma ideia, a arena recebeu até agora 13 duelos neste Candangão-2017. Somados, os times mandantes pagaram pelo aluguel um total de R$ 6.217,85. O menor montante foi registrado na partida entre Brasília e Formosa, em 8 de março, que rendeu R$ 33,80. O maior coube a Sobradinho x Gama, em 22 de março: R$ 1.501,50.


Estádio com capacidade para 70 mil pessoas e que consumiu cerca de R$ 1,8 bilhão na sua construção ; a mais cara arena da Copa do Mundo de 2014 ;, o Mané Garrincha tem um custo de manutenção anual para o Governo do Distrito Federal de R$ 8,4 milhões. O gigante, por sinal, está na mira da Polícia Federal, como revelou o Correio. Os investigadores apuram possíveis irregularidades na construção e requisitaram informações sobre as obras à Terracap, à Novacap e ao Tribunal de Contas do DF.

Decisões
Para as definições deste fim de semana, o Brasiliense é o clube em situação mais cômoda. Como goleou o Real por 3 x 0 na partida de ida das quartas de final, o Jacaré poderá até perder por dois gols de diferença que avançará. Ao rival resta vencer por mais de três gols ou devolver o placar e levar a decisão para os pênaltis.


Já o Gama saiu no prejuízo no duelo de ida diante do Paracatu. Na casa do adversário, caiu por 1 x 0. Assim, precisará do triunfo por pelo menos dois gols de diferença para se classificar. A equipe mineira tem a vantagem do empate.
A mesma obrigação terá o Sobradinho diante do Santa Maria, depois de ter perdido por 1 x 0 no primeiro confronto, disputado no Bezerrão.


O único time já garantido nas semifinais é o Ceilândia. O Gato Preto carimbou a vaga ao derrotar o Luziânia, na quinta-feira, por 1 x 0, no Abadião. No confronto de ida, detonou os goianos com uma goleada por 5 x 1.

Quartas de final

Jogos de ida
Paracatu 1 x 0 Gama
Luziânia 1 x 5 Ceilândia
Real 0 x 3 Brasiliense
Santa Maria 1 x 0 Sobradinho

Jogos de volta
Quinta-feira
Ceilândia 1 x 0 Luziânia

Hoje
15h30 Brasiliense x Real
Amanhã
11h Sobradinho x Santa Maria
15h30 Gama x Paracatu

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação