Deságio obtido em leilão beneficiará consumidor

Deságio obtido em leilão beneficiará consumidor

Dos 35 lotes ofertados para concessão de transmissão de energia, 31 foram negociados. Em 30 anos, economia para população será de R$ 22 milhões, diz governo

postado em 25/04/2017 00:00
 (foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press - 10/4/17)
(foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press - 10/4/17)


O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, celebrou o resultado do leilão de transmissão de energia realizado ontem. Dos 35 lotes ofertados, apenas quatro não tiveram interessados, e as propostas apresentadas tiveram um deságio de 36,5%. ;Tivemos uma concorrência e uma competição muito saudável. Isso gerou um deságio de quase 40%;, comemorou.

Moreira Franco destacou que o deságio obtido no leilão vai representar uma economia de R$ 22 bilhões ao consumidor nos próximos 30 anos. ;Em alguns casos, tivemos deságio de mais de 50%;, ressaltou. O ministro disse que os lotes vão representar quase R$ 13 bilhões em investimentos e devem gerar 28 mil empregos.

O ministro ressaltou que, até o momento, o governo conseguiu realizar 50% das propostas do primeiro portfólio do Programa de Parcerias de Investimento (PPI). ;Os prazos estão sendo cumpridos rigorosamente;, afirmou. Ele lembrou que o governo vai começar, em maio, os leilões na área de petróleo e gás, com a oferta de áreas marginais. Em seguida, serão licitadas áreas unitizáveis e, até o fim do ano, áreas do pré-sal.

Em relação a transportes, o ministro disse que o governo fará um esforço para dar racionalidade à questão ferroviária no país. ;Não serão opções eleitorais, como no passado, para atender interesses de governadores ou bases eleitorais;, afirmou. ;Vamos partir do pressuposto de que há entre ferrovia e porto uma relação de irmão siamês. Não adianta fazer trechos largados, como temos hoje.;

Moreira Franco disse que as ferrovias serão uma oportunidade de estrangeiros elevarem sua presença no Brasil. Segundo ele, as ferrovias só serão licitadas se houver interessados. ;Se não quiserem, tem que respeitar. Não é derrota, é a regra do jogo. Teremos uma manifestação prévia para ouvir os interessados. Só será feito se for ao encontro dos investidores.;

O ministro disse que os investimentos em infraestrutura vão ajudar na retomada do crescimento econômico do país. ;Caminhamos para três trimestres seguidos de PIB positivo, o que significa tecnicamente o fim da recessão;, afirmou. O ministro confirmou também que a concessionária Riogaleão pagou, na semana passada, a outorga que devia ao governo pelo aeroporto, de R$ 919 milhões, referente a 2016. A empresa já havia pago, no ano passado, uma parcela de R$ 120 milhões.

;Felizmente as coisas se deram de maneira positiva. Os chineses compraram a parte da Odebrecht e, com isso, vamos ter a Changi e o grupo chinês;, afirmou Moreira Franco, em referência à empresa HNA dos chineses.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação