ARI CUNHA

ARI CUNHA

Desde 1960 visto, lido e ouvido

aricunha@dabr.com.br com Circe Cunha / circecunha.df@dabr.com.br
postado em 01/06/2017 00:00

Chega logo, Copa do Mundo!


Depois das delações bombásticas da dupla caipira, Joesley e Wesley ; a mesma que parece ter comprado, a preço de banana, boa parte da República ;, nada menos do que duas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) entraram em fase de gestação. No Congresso Nacional, foi lido, inclusive, o requerimento para a criação de uma comissão mista para apurar as relações suspeitíssimas, envolvendo as empresas JBS e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
Pelas possíveis consequências que advirão dessas devassas, entende-se por que, até agora, não houve indicação, por parte das principais lideranças, dos nomes para formar a CPI. Seja qual for o encaminhamento dado pelos parlamentares a esse caso, o fato é que os desdobramentos dessas investigações são imprevisíveis e terão que vir, necessariamente, a reboque, do que a polícia e o Ministério Público têm conhecimento.
O problema de comissões dessa natureza é que os reais objetivos dos políticos das investigações não estão claros. Para aqueles que acompanham de perto esse assunto, a formação de uma CPMI, agora, de forma tardia, esconderia, no seu âmago, uma estratégia para tumultuar o processo, enquanto se buscaria uma fresta legal por onde muitos envolvidos tentariam escapar. O que parece pesar nas delações da dupla da JBS é que, pelas gravações colhidas nos depoimentos, fica patente e debochadamente claro que todas as doações eram, na verdade, propinas.
Sem credibilidade e vivendo seu pior momento ante a população, os congressistas terão que se desdobrar muito para mostrar serviço nessas apurações e andar a passos largos, uma vez que, em 2018, ano de eleições, ninguém quer ficar chamuscado na foto de candidato.

A frase que foi pronunciada
;O maior erro dos espertos é achar que podem fazer todos de otários.;
Jô Soares

Fato gerador
Fizeram as contas. Se toda a corrupção for extirpada da sociedade brasileira, os prejuízos causados nos últimos anos estarão pagos em 2060.

Mal na fita
Samba, futebol e corrupção. As façanhas do Brasil tomam as manchetes nada elogiosas pelo mundo. Por curiosidade vejam as manchetes nos jornais alemães: Die Welt ; ;Barão da carne mergulha Brasil no caos na Alemanha;; Wirtschaftswoche ; ;O grande prato de carnes;;
Frankfurter Allgemeine Zeitung ;;Temer mobiliza militares contra manifestantes;; e Der Tagesspiegel ; ;Brasília queima;.

Caos
Arthur Maia, deputado federal pela Bahia, avisou que, com a situação política do jeito que está sendo levada, fica impossível organizar a votação da reforma da Previdência, da qual é relator.

Pecado
Falta mobilização mais efetiva das entidades pró-vida nas manifestações contra a descriminalização do aborto. A 10; edição da Marcha pela Vida e o Grande Ato contra o Aborto não contaram com a presença de muitos por divulgação ineficiente. Com a Internet
à disposição, isso é um pecado capital.

Como começou
Só para lembrar, o primeiro aborto aprovado por lei aconteceu em 1973, no famoso caso Joe contra Wade, nos Estados Unidos. Jane Roe era o pseudônimo de Norma McCorvey, que faleceu em fevereiro deste ano. Norma declarava em todas as entrevistas que, cada vez que a imprensa a levava ao passado, era obrigada a encarar o maior erro de sua vida. Sua declaração diante da Suprema Corte foi falsa.

É alguém
Norma McCorvey queria apenas se livrar do filho de um homem que ela não amava. Por isso, mentiu sobre um estupro que nunca houve. Hoje, para convencer qualquer Corte, basta instalar um data show no plenário e mostrar as imagens dentro do ventre materno durante o procedimento do aborto. O feto reage, tenta se proteger, tem o batimento cardíaco acelerado. É um assassinato previsto no art. 121 do Código Penal.

Release
Desemprego alcança 14 milhões de pessoas.

Agenda
No Brasil 21, é possível ter uma alimentação saudável e saborosa. Em parceria com a clínica Ravenna, o restaurante Norton elaborou um menu sob a coordenação da chef Myriam Carvalho e Isadora Fadul, a nutricionista. Proteínas, saladas, caldos e sobremesas caprichadas. Vale conhecer. Para os combos há desconto.

História de Brasília
O Hospital Distrital, ao receber a notícia, enviou, imediatamente, uma equipe de médicos e enfermeiros, e um pequeno hospital ambulante foi transportado para o local.
(Publicado em 28/9/1961)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação