Conhece-te a ti mesmo e saberás se vestir

Conhece-te a ti mesmo e saberás se vestir

Segundo especialistas, dominar o autoconhecimento é o melhor caminho para construir uma imagem pessoal positiva. Com essa ferramenta, é possível garantir que a aparência seja condizente com o conteúdo

» Michael Rios*
postado em 25/06/2017 00:00
 (foto: Arquivo pessoal)
(foto: Arquivo pessoal)


A imagem pessoal é algo que se constrói todos os dias, a partir de comportamentos, valores e também do visual. O problema é que, às vezes, os trajes escolhidos não refletem o perfil profissional da pessoa. Para que o jeito de se portar e de se vestir transmitam a mesma mensagem, Renata Braga Artacho, consultora de estilo e imagem, publicitária e professora de curso a distância sobre o tema oferecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), aponta a importância do autoconhecimento. É por meio dessa ferramenta que se torna possível ;descobrir ou redescobrir um estilo próprio e equilibrá-lo;. A psicóloga e especialista em gestão de recursos humanos Marcia Vazquez observa o que é preciso para se compreender. ;O autoconhecimento é adquirido diariamente, quando você se pergunta o que sabe e o que não sabe sobre si mesmo. É preciso conhecer os próprios limites;, define.

Entender-se também é essencial para conciliar, com sabedoria, atributos físicos, personalidade e a adequação aos ambientes sociais e profissionais que frequenta. Assim, é possível se valorizar e conquistar aparência condizente com o conteúdo. Marcia defende ainda que se entender ajuda a aprimorar talentos e se tornar um profissional e uma pessoa melhor. ;Autoconhecer-se e equilibrar peças com modelagens que favoreçam seu estilo e tipo físico ajuda e muito na construção de uma imagem. Se você se sente seguro com seu visual, passa isso para os outros;, afirma Renata. É por isso que, em vez de apontar erros e acertos, o curso do Senac, ministrado desde 2012, aposta em estimular os alunos a descobrirem quem são. Na prática, há orientações para o aprimoramento de homens e mulheres, levando em consideração aspectos pessoais, sociais e psicológicos de cada um. A metodologia consiste em abordar temáticas relacionadas a vestimentas, comportamentos apropriados em ambiente de trabalho e etiqueta no meio corporativo.

O respeito ao dress code da empresa é importante, mas é possível conciliá-lo com o seu estilo. Para os que menosprezam a relevância da aparência, a professora Renata deixa um recado: ;Quem tem cuidado por si mesmo demonstra ter cuidado com o que executa na carreira;, destaca. Leandro Eggert, 34 anos, engenheiro eletricista e morador de Botucatu (SP), descobriu a importância disso ao participar do curso do Senac pela internet. Ele trabalha na Fundação para o Desenvolvimento Médico Hospitalar (Famesp) e relata que as aulas trouxeram benefícios. ;Mudei um pouco o meu jeito ;largado; para um visual mais dentro da minha idade e do ambiente profissional;, conta. A principal mudança foi em relação às cores: antes Leandro vestia peças de tons chamativos, como verde-claro. ;Agora, uso cores neutras (cinza escuro, preto, azul-marinho, por exemplo), camisas lisas, com listras finas ou estampa xadrez;, diz. Como o engenheiro atua em obras ou instalações, não foi necessário adotar um perfil mais formal.

* Estagiário sob supervisão de Ana Paula Lisboa


"Mudei um pouco o meu jeito ;largado; para um visual mais dentro da minha idade e do ambiente profissional;
Leandro Eggert, engenheiro, fez um curso sobre imagem pessoal


Aprenda a cuidar da sua aparência
O curso Estilo e Imagem Pessoal Web TV tem 20 horas de duração e custa R$ 82,30 pelo site www.ead.senac.br/cursos-livres. Os participantes recebem certificado on-line. Para passar, é preciso responder uma prova com 10 questões (a nota mínima é 7).


Guarda-roupa na repartição

; A Câmara Legislativa vai fiscalizar as vestimentas dos frequentadores do órgão. Segundo Portaria lançada em 7 junho, está proibida a entrada e a permanência de pessoas com regatas, bermudas, roupas muito curtas e bonés Poucos depois, em 13 de junho, o órgão decidiu suspender por 20 dias (prorrogáveis por mais 20) a medida para permitir um período de adaptação para trabalhadores e visitantes.

; Em São Paulo, o prefeito João Doria (PSDB) apresentou novos modelos de uniformes para funcionários. Agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) aposentaram vestes marrons para usar peças amarelas a fim de aumentar a segurança e a visibilidade. Além disso, servidores de 32 regionais tiveram que passar a vestir a cor azul.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação