Recebi um feedback da equipe. E agora?

Recebi um feedback da equipe. E agora?

postado em 25/06/2017 00:00
 (foto: Lanna Silveira/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Lanna Silveira/Esp. CB/D.A Press)


Quando o autoconhecimento não é o forte do trabalhador, comentários de colegas e chefes podem ajudar a identificar se existe algum problema com a imagem pessoal, mas é preciso estar aberto ao feedback. Lucas Sousa Moreira, 22 anos,estudante de marketing, percebeu isso em seu primeiro emprego. ;Comecei a trabalhar, em 2013, como operador de caixa das Lojas Americanas. Depois virei fiscal;, conta. ;Sempre fui um bom funcionário, o problema é que eu brincava demais com os colegas;, diz. ;Com o passar do tempo, comecei a melhorar e tomar atitudes de acordo com meu posto. Foram coisas que aprendi com os outros e meus superiores e que me tornaram um profissional mais sério;, diz.

Letícia Gomes, 21, é biblioteconomista e também ouviu comentários acerca de si mesma. A jovem acatou algumas avaliações, mas não seguiu todas, pois levou em consideração a função executada e a faixa etária. ;Trabalho no Sesi (Serviço Social da Indústria) do Gama há pouco mais de um ano. Nunca levei puxão de orelha, mas, nos primeiros dias, fui confundida com uma das estudantes. Um rapaz chegou a me barrar, falando que eu precisava estar em aula; depois, houve uma vez em que uma funcionária comentou que eu devia me vestir apropriadamente;, recorda. ;Ignorei um pouco. Preciso usar roupas que sejam confortáveis, pois fico o dia inteiro me movimentando e trabalhando com crianças. Além disso, sou a mais jovem da equipe, mesmo entre os estagiários, e isso influencia o que visto.;




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação