Sr. Redator

Sr. Redator

Cartas ao Sr. Redator devem ter no máximo 10 linhas e incluir nome e endereço completo, fotocópia de identidade e telefone para contato. E-mail: sredat.df@dabr.com.br

postado em 14/07/2017 00:00
Lula
Em 7 de dezembro de 2016, o STF decidiu, no ADPF 402, que a Constituição proíbe réus de estarem na linha sucessória da Presidência da República, em atenção ao comando do art. 86, ; 1;, Inc. I. Ora, diz o brocado latino que ;ubi eadem ratio, ibi eadem legis dispositivo; (onde existe a mesma razão fundamental, prevalece a mesma regra de direito). Lula é réu em cinco processos ; já estando condenado num deles. Portanto, enquanto for réu, estará inelegível ao cargo de presidente da República, sendo desnecessária uma condenação em segunda instância para a materialização dessa inelegibilidade.
; Milton Córdova Júnior,
Vicente Pires/DF


; Enquanto a Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania da Câmara prossegue nos debates e votações e de posse do parecer favorável do deputado Sérgio Zveiter, o honrado juiz Sérgio Moro emitiu a sentença de condenação a 9 anos e meio de prisão ao ex-presidente Lula. Sempre costumo falar: quem cometeu seus crimes que pague por eles. O Brasil, de repente, passou a conhecer a prosa no meio jurídico: ;pau que bate em Chico é o mesmo que bate em Francisco!”. Será que tem gente ainda achando que esse ;pau; só bate na cabeça de Chico ou de Francisco? Pelas provas conseguidas pela Operação Lava-Jato, o pau vai batendo feio na cabeça de muitas pessoas, que antes até podiam entender que a impunidade era o nome de uma enorme e bela praia brasileira. Hoje, os tempos mudaram. O Brasil vai ter saída, sim!
; Antônio Carlos Sampaio Machado,
Águas Claras


; 12 de julho de 2017. Data que entrará para a história. Eu nunca chorei tanto. A condenação do ex-presidente Lula mexeu com o meu emocional. Apesar de ter sido uma pena bem aquém da que eu esperava, a Justiça foi feita. Obrigado, juiz Sérgio Moro. Os brasileiros de bem sabem que foi um processo difícil. O crime foi quase perfeito. Os petistas dizem que a condenação foi um ataque à democracia e à Constituição Federal. Longe disso. A condenação foi um ataque às canalhices praticadas por quem deveria mais que qualquer outro cidadão, dar provas de probidade. A condenação não foi equivocada, arbitrária e nem ilegal. Espera-se que o julgamento na segunda instância venha confirmar o veredicto do homem que está passando o Brasil a limpo. Viva a Lava-Jato!
; Jeovah Ferreira,
Taquari


Senado
Quando penso que já vi de tudo nessa desmoralizada política brasileira, sou surpreendido com a atitude sectária e fascista de cinco senadoras que impediram a realização de uma reunião ordinária do Senado, em desrespeito aos mais elementares princípios da democracia. Cometeram, simultaneamente, falta de civilidade e falta grave incompatível com o decoro parlamentar, sujeita à perda do mandato, conforme art. 55, inciso II, da Constituição. As senadoras precisam entender que obstrução constitui um instrumento legítimo das oposições, mas há que ser usado civilizadamente, mediante o emprego de recursos regimentais. Não de forma truculenta e abusiva. Fazer do recinto de reuniões de uma das casas do Congresso Nacional o local de refeições e fanfarronices constitui uma afronta e desrespeito ao País e aos seus cidadãos. O mínimo que se espera é que devam ser julgadas e punidas na forma do mandamento constitucional.
; Cid Lopes,
Lago Sul


W3 Sul
Quem mora em Brasília há muito tempo se desespera ao ver a situação de degradação a que chegou a W3 Sul ante a passividade, incompetência e omissão dos últimos governos do DF. Não existe varrição e limpeza pública ao longo da via e nas quadras comerciais e residenciais. Por que o SLU não fiscaliza e cobra a eficiência das empresas terceirizadas, que recebem milhões de reais? A sinalização é péssima, da década de 1960! Não existem sinais sincronizados. Para onde vai o dinheiro das multas, muitas delas um achaque ao cidadão? E o policiamento ao longo da via? Era só colocar veículos com policiais ao longo da avenida para dar a mínima sensação de segurança. E os 14 mil policias do DF? Não precisa gastar dinheiro. É só cobrar o que já está sendo pago: limpeza e policiamento. Brasília, hoje, é uma das cidades mais sujas do país. E uma das menos policiadas. Retrato de um governo péssimo, sem qualquer ação e incapaz de oferecer qualquer serviço de qualidade.
; Hélio Silva Campos,
Asa Sul

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação