Tiros na embaixada israelense em Amã

Tiros na embaixada israelense em Amã

postado em 24/07/2017 00:00
 (foto: Khall Mazraawi / AFP )
(foto: Khall Mazraawi / AFP )

Um incidente na embaixada de Israel em Amã, capital da Jordânia, deixou ontem um jordaniano morto e outro ferido, além de um israelense, em meio à escalada de tensão provocada pela morte de oito pessoas ; cinco palestinos e três israelenses ; no fim de semana, em confrontos relacionados ao acesso dos fiéis muçulmanos à Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém. A violência, que se acirrou ao longo da semana, foi o assunto principal da reunião semanal do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu com o gabinete israelense, que decidiu reforçar a segurança dos acessos ao templo com câmeras de vigilância.


Até a noite de ontem, as autoridades de ambos os países não tinham informações mais claras sobre a natureza do episódio na embaixada de Israel. As forças de segurança jordanianas isolaram a área da representação diplomática, no bairro residencial de Rabiyeh, depois de serem enviadas para responder a um tiroteio, mas nenhuma das partes classificou o incidente como um ataque terrorista.


Na sexta-feira, milhares de pessoas protestaram em Amã contra a repressão das forças israelenses aos palestinos que pretendiam fazer suas orações na Esplanada das Mesquitas, terceiro local mais sagrado para o islã. Israel havia proibido o ingresso de menores de 50 anos e instalado detectores de metais como resposta a um ataque que matou dois policiais, uma semana antes.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação