Se isso era um time em crise...

Se isso era um time em crise...

Corinthians se redime dos dois empates seguidos ao bater o Fluminense por 1 x 0, no Maracanã, e ampliar a vantagem na liderança. Alvinegro chega a 30 partidas sem derrota. Tricolor não sabe vencer em casa

postado em 24/07/2017 00:00
 (foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)
(foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)




Numa equipe de campanha tão arrasadora quanto o Corinthians neste Campeonato Brasileiro, uma série de dois empates até parecia crise. Mas quem pensava que esses pequenos tropeços contra Atlético-PR e Avaí sinalizavam que o time havia saído dos trilhos assistiu a uma prova contrária, ontem, no Maracanã: o Timão fez sua especialidade ao bater o Fluminense por 1 x 0. É a sexta vitória do líder pelo placar mínimo em 16 rodadas.

Invicto há 30 jogos no ano, o Corinthians ainda igualou marca histórica do Flamengo de 2011, que também passou as primeiras 16 rodadas do Brasileirão sem derrotas. O Fluminense, por sua vez, manteve a sina de não vencer em casa ; são sete partidas de jejum. O último triunfo diante do torcedor saiu no início de junho, contra o Vitória.

O resultado contra o Fluminense é uma prova de força do elenco corintiano, que terá de ficar sem Pablo e Jadson por um mês. No lugar do zagueiro, o técnico Fábio Carille lançou o jovem Pedro Henrique. No meio-campo, entrou Giovanni Augusto, que ainda não havia entrado em campo em julho. Ainda assim, a forma de jogar se manteve: posse de bola cautelosa, agressividade na marcação, movimentação na bola aérea.

O líder deu ao Fluminense a chance de propor o jogo, mas o tricolor não aproveitou. No primeiro tempo, os donos da casa não conseguiram criar nenhuma possibilidade clara de gol. Os melhores lances saíram dos pés de Richarlison ; prestes a ser negociado com o Ajax-HOL ;, mas Henrique Dourado não concluiu.

Paciente, o Corinthians manteve o estilo e conseguiu abrir o placar aos 4 minutos da etapa final, em uma cobrança de escanteio que Giovanni Augusto acertou na cabeça de Balbuena.

Com o gol marcado, o Timão se manteve sólido na defesa e só levou dois sustos. Aos 14, contou com a sorte quando Gustavo Scarpa chutou cruzado e acertou a bola na trave de Cássio. Aos 49, só não levou o empate graças à precisão da arbitragem, que anulou por impedimento ; corretamente ; um gol de cabeça de Richarlison.

Grêmio tenta reaproximação
O Grêmio terá de vencer o São Paulo, às 20h de hoje, no jogo que fecha a rodada, para diminuir a vantagem do Corinthians na liderança.
O jogo será disputado no Morumbi. O técnico Renato Gaúcho não anunciou quem substituirá o zagueiro Rafael Thyere e o atacante Lucas Barrios. A tendência é que Geromel e Pedro Rocha entrem no time. Pelo lado tricolor, que segue na zona de rebaixamento, a dúvida é quem entrará no lugar de Wellington Nem. No fim de semana, Dorival Júnior testou Marcinho e Lucas Fernandes na posição.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação