Apuração concluída com 25 indiciados

Apuração concluída com 25 indiciados

postado em 06/08/2017 00:00
 (foto: Ed Alves/CB/D.A Press - 6/5/16
)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press - 6/5/16 )


As investigações sobre a atuação de um cartel no setor de combustíveis do Distrito Federal foram encerradas com o indiciamento de 25 pessoas. A Polícia Federal concluiu o inquérito da Operação Dubai há dois meses, mas, diante do volume do material incluído na apuração, a PF ainda não finalizou o envio da documentação à Justiça. No relatório final, há indiciamentos, por formação de cartel e organização criminosa, de empresários de postos, de distribuidoras e funcionários. Durante a investigação, houve delações premiadas de integrantes do cartel, que revelaram detalhes sobre como funcionava o esquema de combinação de preços.

;A operação comprovou o que todo mundo em Brasília já sabia: a existência da combinação de valores entre grandes redes e distribuidoras, com aumento expressivo das margens de lucro;, detalha o delegado da PF João Pinho, um dos responsáveis pela Operação Dubai. As investigações e a operação foram realizadas pela PF e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do DF e Territórios.

Entre os termos da delação firmada no âmbito da Operação Dubai está a possibilidade de cumprimento de regime diferenciado de pena, como prisão domiciliar, em caso de condenação dos acusados. Eles ainda devem ser denunciados por envolvimento no esquema. As investigações incluíram a quebra de sigilos telefônicos, que revelaram conversas entre empresários combinando valores e reprimindo concorrentes. As apurações indicaram que a gasolina era sobretaxada em 20% e que postos dissidentes eram perseguidos. O prejuízo anual para os consumidores chegou a R$ 1 bilhão.

Crime e castigo
Em caso de condenação, os réus das duas etapas da Operação Dubai deverão receber penas de até 13 anos de prisão. As multas para as empresas envolvidas na prática crimonosa no Distrito Federal podem chegar a 20% do faturamento anual; para pessoas físicas, vão de R$ 50 mil a R$ 2 bilhões.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação