Economia nos trilhos

Economia nos trilhos

Além de destacar processo de recuperação da atividade, presidente Michel Temer nega que antecipará sua volta ao Brasil

postado em 03/09/2017 00:00
Pequim (China) ; O presidente da República, Michel Temer, afirmou que seu governo tem conseguido recuperar a economia brasileira em apenas 15 meses. A declaração foi dada durante reunião em Pequim, capital chinesa, com o vice-primeiro-ministro do país, Wang Yang, e empresários interessados no pacote de concessões. O peemidebista ainda comemorou o crescimento da economia de 0,2% no 2; trimestre de 2017 e geração de 720 mil empregos. Temer também negou que anteciparia a volta ao Brasil.

Os boatos indicavam que o chefe do Executivo deixaria o país asiático na segunda-feira a fim de articular a base para a aprovação da meta fiscal na terça-feira e preparar as negociações com deputados para barrar a segunda denúncia contra ele que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviará ao Supremo Tribunal Federal (STF). A continuidade do processo depende do aval dos parlamentares. Entretanto, Temer negou que deixará a China antes do fim da cúpula dos Brics, grupo de países formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. ;Depois que disseram que eu vou voltar, eu não vou voltar. Vou ficar;, disse.

Juros

Além de destacar a retomada do crescimento e da geração de empregos, o presidente destacou que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deixou a casa dos dois dígitos e recuou para patamares abaixo do centro da meta de inflação, atualmente em 4,5%. Segundo ele, esse processo facilitará a redução dos juros. ;A taxa básica de juros também caiu sensivelmente: de mais de 14%, portanto, dois dígitos, para um dígito, ou seja, 9,25%. A indicação é de que, até o fim do ano, talvez estejamos em 7% ou 7,5%, segundo dizem os analistas;, ressaltou.


Família Batista vende Eldorado
A J, holding que reúne as empresas dos irmãos Batista, controladores da JBS, anunciou ontem a venda da Eldorado Celulose e Papel para a companhia Paper Excellence (PE), que pertence à família indonésia Widjaja. O valor total da operação é de R$ 15 bilhões. O negócio marca a entrada dos asiáticos no Brasil, que também são donos da gigante do setor Asia Pulp & Paper (APP). A operação será divida em duas etapas. Nesta primeira fase, a PE desembolsará R$ 2,4 bilhões para adquirir 51% da Eldorado.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação