Moura quase apronta no Mundial

Moura quase apronta no Mundial

postado em 03/09/2017 00:00
 (foto: Attila Kisbenedek/AFP
)
(foto: Attila Kisbenedek/AFP )




O brasileiro David Moura ficou bem próximo de fazer história, ontem. Depois de realizar uma luta equilibrada até o ;golden score;, ele acabou derrotado pelo bicampeão olímpico Teddy Riner, da França, e ficou com o vice-campeonato na categoria pesado masculino (+100kg) do Mundial de Judô, em Budapeste, na Hungria. O resultado foi ainda melhor para o Brasil porque Rafael Silva, o Baby, também teve excelente desempenho, ficou com o bronze e colocou dois atletas do país no pódio da mesma categoria. Na sexta-feira, Mayra Aguiar já havia conquistado o bicampeonato mundial.

Líder do ranking mundial e cabeça de chave número 1, David Moura passou com moral por quatro adversários nas primeiras fases. A decisão, então, trouxe uma luta quase impossível contra Teddy Riner, que não perde há 134 duelos. Mas Moura fez um bom combate e, com uma punição cada, levou-o ao ;golden score;. O judoca do Brasil ainda segurou o francês por alguns minutos, mas perdeu por ippon e ficou com a prata.

O brasiliense Luciano Corrêa também lutou ontem, na categoria meio-pesado, 10 anos após conquistar seu título mundial no Rio. Mas perdeu logo na estreia para o britânico Benjamin Fletcher. No feminino, Maria Suelen Altheman, da categoria peso pesado, estreou com vitória por ippon sobre Sonia Asselah, da Argélia, mas não passou pela chinesa Song Yu, atual campeã mundial, nas oitavas. Com o ouro de Mayra Aguiar e o bronze de Érika Miranda, além das duas medalhas de hoje, o Brasil encerrou as disputas individuais em quarto lugar, atrás de Japão (1;), França (2;) e Mongólia (3;). Hoje ocorre a disputa por equipes mistas.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação