Grita geral

Grita geral

postado em 03/09/2017 00:00
RIACHO FUNDO 1
PRÉDIOS IRREGULARES
Keyla Torres, 40 anos, reclama da construção de prédios em lotes destinados a edificações de apenas uma casa no Riacho Fundo 1. Keyla relata que ligou em uma corretora local e perguntou se era possível construir um prédio ou se havia problemas. ;Responderam que posso construir sim. Indagaram: quem vai ter coragem de derrubar isso tudo?;. Segundo ela, não há alvará para as obras e, tampouco, projetos urbanísticos e de estacionamento. Há ainda a reclamação de que a Agefis não está fiscalizando o lugar. ;Desse jeito vou ter que me mudar daqui;, comenta.

; A Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) informou que os protocolos de Ouvidoria, feitos em 29 de agosto deste ano, estão em diligência para o auditor. Por lei, a Agefis tem 20 dias para responder ao cidadão. A Agefis afirma que, para que a ação seja efetiva, o endereço precisa estar completo (bairro, rua, conjunto, lote etc) e que, para cada endereço, seja feita uma denúncia. Sendo assim, nos próximos 20 dias, auditores irão ao local avaliar as denúncias e aplicar as medidas administrativas pertinentes.



LAGO SUL
CRUZAMENTO FECHADO
O morador do Lago Sul Franz Floro, 45 anos, reclamou que motoristas estão fechando um cruzamento no Setor Policial Sul. Segundo ele, todos os dias de manhã, a partir das 7h, há motoristas fechando o cruzamento de entrada ao complexo onde fica a Polícia Rodoviária e a Agência Espacial Brasileira. ;Os motoristas tentam justificar que não têm faixas de sinalização, mas isso não deixa de ser proibido. O Detran deveria colocar agentes para multar essas pessoas;, afirma.

; Em resposta, o Departamento de Engenharia de Trânsito do Detran informou que enviará uma equipe ao local para realizar
estudos quanto sobre a ;viabilidade de demarcação de área de conflito;.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação