Técnicos têm mais chances

Técnicos têm mais chances

postado em 12/09/2017 00:00
A trajetória de retomada da economia está se refletindo na criação de empregos. No primeiro semestre do ano, os serviços ligados ao consumo das famílias, como vestuário, alimentos, eletrodomésticos e veículos, foram os que mais abriram oportunidades para de trabalho formal, de acordo com os dados divulgados ontem pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

De acordo com o Senai, os profissionais capazes de trabalhar em diversos segmentos têm mais facilidade em se recolocar no mercado em meio à crise. Além disso, os dados indicam que os cursos técnicos são o caminho mais rápido para reinserção. Nos primeiros seis meses de 2017, as chances para os trabalhadores com esse nível de escolaridade superaram as oportunidades para quem concluiu uma graduação.

Todas as 98 ocupações industriais que exigem formação técnica tiveram saldo positivo na criação de empregos. Atividades próximas à linha de produção voltaram a abrir vagas, enquanto chances para engenheiros e diretores continuaram negativas. ;As empresas buscam escolaridade e ;o saber fazer;. Quem faz educação profissional tem o domínio da técnica, a capacidade de chegar à empresa já dominando os processos tecnológicos;, avaliou o diretor-geral do Senai, Rafael Lucchesi.

As áreas que prestam serviços de Tecnologia da Informação foram as que mais criaram vagas. Já para os profissionais com formação de nível superior, o mercado de trabalho continua retraído. Entre 24 ocupações, apenas três contrataram mais do que demitiram neste ano. (MS)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação