Tricolor tem domingo de alívio

Tricolor tem domingo de alívio

Com ótimas defesas de Sidão e uniformes bem diferentes, São Paulo vence o Sport e consegue sair da zona de rebaixamento

postado em 02/10/2017 00:00




Foram 13 rodadas angustiantes na zona de rebaixamento, incluindo as oito últimas. A jornada dura e perigosa para o São Paulo neste Campeonato Brasileiro teve um alívio ontem, depois da vitória por 1 x 0 sobre o Sport, no Morumbi. Com a ajuda de outros resultados da rodada, o time não só saiu das quatro últimas posições, como conseguiu dar um salto na tabela de classificação. O time, que passou metade das 26 rodadas perto do descenso à Série B, reagiu ao ganhar um confronto direto. Placar magro, é verdade. Com futebol econômico, também. Mas na medida certa para o alívio momentâneo.

A partida chamou a atenção pelos uniformes inusitados. O São Paulo abriu mão das cores tradicionais para estrear a nova camisa três, preta, com calções e meiões cor de vinho, diante do rubro-negro Sport, mas que vestiu dourado. A aparência diferente não fez o futebol ser melhor, e as duas equipes erraram muitos passes e fizeram um jogo tecnicamente ruim. Melhor para o tricolor paulista, que abriu o placar em uma falha do time pernambucano. Edimar cruzou, a defesa afastou mal e Marcos Guilherme, aos 35 minutos de jogo, pegou a sobra para abrir o placar.

Outro destaque da partida veio do gol. Sidão fez ótimas e importantes defesas. Duas delas no minuto final, que garantiram a vitória. ;Ele merece, pois tem trabalhado firme. Cada um do grupo é importante, e hoje (ontem) foi a vez de ele salvar o nosso lado;, elogiou o meia Hernanes. Segundo ele, o São Paulo não volta mais à zona de rebaixamento. ;A gente vem em um trabalho de crescimento. Vamos dar continuidade ao trabalho;, afirmou Hernanes.




Sem euforia
O técnico Levir Culpi tentou conter a euforia após a vitória do Santos sobre o Palmeiras por 1 x 0, no sábado. O time alvinegro chegou a 47 pontos e está oito pontos atrás do líder, mas o treinador avisou que não fará contas em busca do título. ;Penso apenas nos três próximos pontos. Coloquei como meta terminarmos a competição de forma invicta porque garantimos a Libertadores;, afirmou.






Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação