Futuro do PSDB

Futuro do PSDB

postado em 08/11/2017 00:00


O senador Tasso Jereissatti (CE) lança hoje, na liderança do partido no Senado, a própria candidatura à presidência do PSDB. O evento será às 11 horas e acirrou a divergência interna. Apesar de os tucanos saberem, há muito tempo, que o senador cearense é candidato, seus adversários internos pressionam para que ele deixe o comando da legenda até a eleição para não gerar um ;desequilíbrio; na disputa com o outro candidato, o governador de Goiás, Marconi Perillo.

Tasso e Perillo almoçaram juntos ontem. ;Tasso, durante minha visita na semana passada, disse que era candidato. O que nós estabelecemos é que vamos continuar conversando;, declarou o governador.

Para evitar o aprofundamento da cisão interna, Perillo também passou a defender o desembarque do governo. Mas, ao contrário de Tasso e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, ele defende um movimento suave, sem discursos acirrados.

Interlocutores de ambos os lados tentam desenhar um cenário de armistício. Pelo acordo, o mandato de dois anos como presidente do PSDB seria dividido entre os dois pré-candidatos: Tasso exerceria o mandato em 2018 e Perillo, em 2019. ;Perillo é governador e precisará concorrer ao Senado. Tasso tem mais quatro anos de mandato, não precisa se preocupar com a própria eleição;, lembrou o líder do partido na Câmara, Ricardo Trípoli (SP). (PTL)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação