Pena maior para Vaccari

Pena maior para Vaccari

Renato Souza
postado em 08/11/2017 00:00

Os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4; Região decidiram aumentar a pena do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. O caso dele foi analisado por integrantes da 8; Turma da Corte, que decidiram elevar a condenação de 10 para 24 anos de cadeia. Ele tinha sido condenado em primeira instância pelo juiz Sérgio Moro, da 13; Vara Federal de Curitiba. Além dele, o TRF4 confirmou também as condenações dos marqueteiros João Santana e Mônica Moura.


Os publicitários foram responsáveis por campanhas do PT. Mônica e João Santana receberam propina de U$ 4,5 milhões. De acordo com o Ministério Público, o repasse do dinheiro ilegal ocorreu durante a campanha da ex-presidente Dilma Rousseff, em 2010. As investigações apontaram que a propina havia sido intermediada por Vaccari e repassada por meio da empresa Kepel Fells, usando a Skornicki, a partir de contratos com a Sete Brasil. A Justiça também manteve a condenação do operador Zwi Skorniczi, pelo mesmo esquema.


João Santana e Mônica Moura pegaram oito anos e quatro meses. Já Zwi Skorniczi recebeu uma pena de 15 anos de cadeia. O processo se refere às propinas pagas pelo Grupo Keppel em contratos celebrados com a empresa Sete Brasil Participações para o fornecimento de sondas para utilização pela Petrobras na exploração da camada do pré-sal. Parte dos pagamentos teria ocorrido por transferências em contas secretas no exterior e outra parte teriam ido para o PT.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação