Festa do Internacional vira crise

Festa do Internacional vira crise

postado em 12/11/2017 00:00
 (foto: Ricardo Duarte/Inter)
(foto: Ricardo Duarte/Inter)

O Internacional preparou uma festa no Beira-Rio, ontem, para celebrar o possível acesso para a Série A. Bastava uma vitória contra o Vila Nova para comemorar, mas, diante de 33 mil torcedores, o colorado deixou escapar o resultado, ficou no empate em 1 x 1 e terminou o dia em crise: a diretoria decidiu demitir o técnico Guto Ferreira a três rodadas do fim da Série B.


O empate com o Vila foi o oitavo tropeço colorado em 18 partidas em casa no campeonato. O Inter até abriu o placar, com Cláudio Winck, aos 11 minutos do primeiro tempo, mas se fechou e teve poucas chances de gol depois disso. Na etapa final, o empate do Vila Nova saiu no quarto minuto, quando Ruan acertou um voleio após cobrança de falta que sobrou na área. O Inter tentou um novo gás com as entradas de Camilo, Nico López e Carlos, mas quem esteve mais perto de sair vencedor foi o time goiano: o lateral Maguinho teve ótima chance na frente do goleiro Danilo Fernandes, mas o colorado fez um milagre para evitar a virada. O Inter acertou o travessão no último minuto de jogo, com Léo Rodrigues, que quase marcou contra. Com o tropeço, o colorado acabou ultrapassado pelo América-MG, que ganhou do Figueirense por 2 x 1 em Florianópolis e se tornou o primeiro time a garantir acesso para a Série A de 2018. Hoje, o G-4 da segundona também conta com as presenças de Ceará e Paraná.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação