Grita geral

Grita geral

grita.df@dabr.com.br (cartas: SIG, Quadra 2, Lote 340 / CEP 70.610-901)

postado em 12/11/2017 00:00

Plano Piloto
Perigo no parque
Sarah Alves dos Reis, 18 anos, reclama da falta de segurança no Parque da Cidade. A estudante, que vai ao parque frequentemente, conta que na última semana estava no local com a irmã, de 15 anos, e por pouco não foram vítimas de um rapaz que estava aparentemente sob efeito de drogas. ;A gente sempre vai correr no parque e é comum ver um pessoal estranho, que muitas vezes vai ao local para lá se drogar. Só que na semana passada esse rapaz parecia estar alterado, ele começou a mexer com a gente e depois nos seguir. Não tinha nenhum guarda ou autoridade por perto, nossa sorte foi um moço que viu e ameaçou o importunador;, conta a leitora, que pede mais segurança. ;Nós tivemos sorte, outras pessoas talvez não tenham. Seria importante se aumentassem a segurança no parque, até mesmo porque é um local muito frequentado por todos de Brasília.;
; A Polícia Militar do Distrito Federal alegou que a região do Parque da Cidade recebe policiamento do 1; Batalhão da PM 24 horas por dia. Além de viaturas comuns, segundo a PMDF, existe um patrulhamento também feito pela cavalaria. A corporação acrescentou que a área também conta com um posto comunitário de segurança ativo, que atende às demandas dos visitantes do parque. Quem verificar pessoas suspeitas ou for vítima de crimes, deve comunicar à polícia, pelo telefone 190. Caso tenha sido vítima de um crime, as ocorrências devem ser registradas na delegacia mais próxima ou, a depender do crime, por meio da delegacia eletrônica da Polícia Civil: delegaciaeletronica.pcdf.df.gov.br.



SIG
Paradas sem cobertura
Emily Resende de Oliveira, 23 anos, fala da condição dos pontos de ônibus do Setor Gráfico. A secretária conta que não há nenhuma cobertura nas paradas que ficam no sentido Eixo Monumental. ;Só tem uma placa lá e pronto. Agora que está chovendo todo dia, a gente não tem para onde correr;, relata a leitora, que pede a construção de paradas cobertas. ;Não é luxo, é necessidade. Os trabalhadores precisam disso.;
; O DFTrans alegou que o processo licitatório para construir 500 abrigos em todo DF foi lançado no início deste ano. Entretanto, segundo a pasta, o Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) apresentou uma série de solicitações que já foram atendidas pelo DFTrans. A autarquia acrescentou que aguarda parecer do TCDF quanto ao Termo de Referência para seguir com a licitação e a contratação de empresa para a construção de abrigos.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação