Caminhos divididos

Caminhos divididos

Cariocas não vencem, paulistas não perdem, e parte de cima ganha a provável fotografia definitiva. A quatro rodadas do fim, trio de São Paulo e o Grêmio se isolam: só restaram as vagas na fase prévia da Libertadores

postado em 13/11/2017 00:00
 (foto: César Greco/Palmeiras)
(foto: César Greco/Palmeiras)

Em um período com vagas na Libertadores em profusão para os times brasileiros, faz diferença a ;qualidade; desse acesso: os quatro primeiros colocados da Série A vão direto para a fase de grupos, o Cruzeiro ; quinto lugar ; está garantido graças ao título da Copa do Brasil, e o sexto e o sétimo melhores times do Nacional disputarão a fase preliminar, tendo de atravessar dois mata-matas antes de chegar à competição de fato. Como as partidas de ontem praticamente definiram o quarteto do topo, quem ainda sonha com o torneio continental terá de se contentar com a via-crúcis.


O jogo-chave para a definição dessa situação foi a vitória do Palmeiras sobre o Flamengo, por 2 x 0. O time paulista não ganhava havia três rodadas, o carioca vinha de vitória, mas os dois gols de Deyverson complicaram as pretensões rubro-negras. Ironicamente, o atacante havia sido protagonista de um protesto forte da torcida horas antes do jogo, no qual era exigida a dispensa do herói da tarde no Allianz Parque.


O volante Felipe Melo ; promovido a xodó da torcida no meio das manifestações que também pediam a cabeça de Egídio, Michel Bastos, Arouca e Róger Guedes, entre outros ; entrou como titular pela primeira vez desde 26 de julho. Com raça, roubou seis bolas, cometeu só uma falta e saiu de campo aplaudido.


A torcida do Flamengo, por sua vez, testemunhou a pior atuação do time no ano. ;Creio que foi inacreditável a situação de hoje;, esbravejou o técnico Reinaldo Rueda, na entrevista coletiva. ;O jogo estava controlado nos primeiros 10 minutos e depois perdemos tudo por imprecisão individual;, completou. No primeiro gol, há falha de Rafael Vaz; no segundo, de toda a defesa, principalmente o lateral-direito Pará.


Os poucos a se salvarem na atuação flamenguista foram Lucas Paquetá e Vinícius Júnior, ambos formados nas divisões de base. O primeiro começou como titular, na posição de Diego, e errou pouco. A joia vendida para o Real Madrid entrou bem no intervalo e até deixou o time mais ofensivo, mas não conseguiu transformar a intensidade em gol.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação